EstradasTrânsito

TRAVESSIA URBANA. Bloqueios parciais (que podem ser longos) durante este sábado, no Trevo da Uglione

Com texto e foto do Núcleo de Comunicação Social do DNIT/RS

A Superintendência Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT/RS), por meio da Unidade Local de Santa Maria, informa que ocorrerão bloqueios parciais junto à rotatória do trevo da BR-392, conhecido como trevo da Uglione, horário entre 7h30 e 16h, neste sábado (14/09).

As interrupções, que acontecem apenas no fluxo sentido BR-392 em direção à avenida Helvio Basso, são necessárias para o içamento das lajes no viaduto em construção no local (foto acima).

Para a segurança dos usuários da rodovia, devido ao fluxo intenso de máquinas e caminhões, o trecho da rótula sentido BR-392 em direção à avenida Helvio Basso, será totalmente bloqueada quando estiverem ocorrendo os içamentos.

A estimativa é que cada interrupção dure em média 45 minutos. Nesse período, quem deseja se deslocar no sentido bairro-centro deve utilizar como rota alternativa rótula da Duque de Caxias ou trajetos pelos bairros Dom Antônio Reis e Tomazetti. Os demais sentidos da rotatória permanecerão inalterados.

Em caso de chuva, o serviço será remarcado para outra data.   ​

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo