Destaque

CÂMARA. Quatro anos depois, Deili Silva quer nova CPI para investigar a situação dos cemitérios públicos

Na reta final da gestão Schirmer, a edil Deili também liderou CPI que apurou possíveis irregularidades nos cemitérios públicos municipais

Por MAIQUEL ROSAURO (com foto de Gabriel Leão/AICV), da Equipe do Site

Os cemitérios públicos municipais deverão se tornar alvo de uma nova Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). O pedido de formação do colegiado foi protocolado pela vereadora Deili Silva (PTB), na tarde de quinta-feira (24), com a assinatura de outros dez vereadores. O foco será apurar possíveis irregularidades na administração dos locais.

Entre novembro de 2015 e abril de 2016, a petebista também presidiu uma investigação sobre o tema. A primeira CPI demonstrou a desorganização do governo de Cezar Schirmer em gerir cinco cemitérios: Ecumênico, Campestre Menino Deus, Jardim da Saudade, Pau a Pique e São José. As principais falhas diziam respeito, sobretudo, à gestão financeira, de pessoal e manutenção.

“Apontamos várias irregularidades e acredito que nada foi feito. Vamos pegar nossas conclusões daquela CPI para ter um ponto de partida”, relatou Deili.

A nova CPI tem como fato determinado denúncias relativas a construções irregulares, vendas irregulares de lotes, violação de sepulturas e inexistência de efetivo controle administrativo de lotes.

“Acho que a situação já está demais. Como se faz para resolver? É partir desta questão que desejo trabalhar”, alega Deili.

O protocolo será analisado pela Procuradoria Jurídica do Parlamento e, se estiver nos conformes, a CPI deverá ser formada na próxima semana.

A tendência é que a comissão solicite uma vasta documentação para a Prefeitura neste final de ano e, a partir de março, realize visitas in loco e oitivas com os responsáveis pelo setor na Prefeitura.

Assinaturas

Além de Deili, o protocolo da CPI foi assinado por todos os vereadores de oposição e também por Leopoldo Ochulaki – Alemão do Gás (PSB), que faz parte da base do governo Pozzobom na Câmara. Confira a lista:

Adelar Vargas – Bolinha (MDB)

Alexandre Vargas (Republicanos)

Celita da Silva (PT)

Daniel Diniz (PT)

Deili Silva (PTB)

Jorge Trindade – Jorjão (Rede)

Leopoldo Ochulaki – Alemão do Gás (PSB)

Luciano Guerra (PT)

Marion Mortari (PSD)

Ovidio Mayer (PTB)

Valdir Oliveira (PT)

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Edis querem holofotes por causa da eleição do ano que vem. Com um pouco de sorte a maioria não se reelege.
    Não precisa desenhar. Se já aconteceu uma e não teve muito resultado, para quê outra? Alás, daqui 4 anos haverá outra? Sobre o mesmo tema?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo