CIDADE. Candidato à Associação do Tancredo Neves travam grande embate virtual em grupo do WhatsApp

CIDADE. Candidato à Associação do Tancredo Neves travam grande embate virtual em grupo do WhatsApp

CIDADE. Candidato à Associação do Tancredo Neves travam grande embate virtual em grupo do WhatsApp - maiquel-tancredo-1

Todos os dias, o dia inteiro, integrantes das Chapa 1 e 2 travam um embate em grupo do WhastApp, com mais de 200 participantes

Por MAIQUEL ROSAURO (com imagem de Reprodução), da Equipe do Site

Já pensou como seria um grupo de WhatsApp formado por eleitores e candidatos em plena campanha eleitoral? Então, este grupo existe e se chama “Comunidade da Região Oeste”. É nele que os integrantes da “Chapa 1 – União pela Tancredo” e da “Chapa 2 – T. Neves para Todos” se digladiam diariamente em busca de votos pelo controle da Associação Comunitária do Bairro Tancredo Neves. A eleição será em 24 de novembro.

O debate entre as chapas no grupo começou na segunda-feira (11), quando o candidato a presidente pela Chapa 1, de situação, Ubirajara dos Santos, realizou uma apresentação. Na postagem ele citou a expressão “gastar sola de sapato”, referência à matéria deste Site sobre a atuação de lideranças petistas na campanha em favor da Chapa 1 (AQUI).

“Fico feliz de ter os vereadores aqui do bairro como parceiros! Pois todos os pedidos que fiz a eles fui atendido, já que o presidente da chapa oposição é do PcdoB”, publicou o candidato.

Em seguida, Ubirajara fez uma crítica direta aos integrantes da Chapa 2, o que incendiou o debate.

“Peço a todos uma oportunidade para presidir o bairro, aí sim gastarei a sola do sapato em melhorias pelo bairro. A oposição quer presidir o bairro sem sequer participar uma vez junto à associação. Fácil de comparar!”, postou.

Não demorou para surgir a manifestação  do candidato à presidente da Chapa 2, de oposição, João Maurício Santos.

“Santos, me desculpe, mas o sistema é democrático. Eu concorri contra vocês e perdi há dois anos, a comunidade escolheu vocês, então não cabia a mim e ninguém da minha chapa dizer ou dar ideia do que tinha que fazer. Vocês foram eleitos para isso”, retrucou João Maurício.

Desde então, todos os dias desta semana, o grupo que possui 229 participantes recebe dezenas de mensagens de integrantes das duas chapas com propostas de ambos os lados e discussões acaloradas sobre, por exemplo, o valor do aluguel cobrado para o uso do salão da Associação Comunitária.

O debate virtual é tão acirrado que o administrador grupo, Celso Carvalho, que também é presidente da Comissão Eleitoral, chegou a sugerir um debate entre as chapas. Porém, até o momento, a chapa de situação parece reticente quanto a encarar o debate.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *