MAIS UM. Diário Correio de Gravataí, do Grupo Sinos, encerra edição impressa e passa a ser somente digital

MAIS UM. Diário Correio de Gravataí, do Grupo Sinos, encerra edição impressa e passa a ser somente digital

MAIS UM. Diário Correio de Gravataí, do Grupo Sinos, encerra edição impressa e passa a ser somente digital - coletiva-diário-de-gravataí

Sede do Grupo Sinos, que tornou virtual o jornal impresso Correio do Gravataí, que circula de segunda-feira a sexta, com 4 mil exemplares

Da Redação do portal especializado COLETIVA.NET, com foto de Reprodução/Site Jornal NH

O jornal Correio de Gravataí, do Grupo Sinos, deixará de produzir edição impressa a partir de 2020 e focará somente no digital. A medida é a mesma do Diário de Cachoeirinha – também do Grupo Sinos – que, em julho deste ano, tomou igual rumo. Com a decisão, quatro profissionais foram demitidos, porém a direção da empresa não informou ao Coletiva.net quantas pessoas trabalhavam no impresso no total. A última edição será entregue no final de dezembro.

Informações obtidas pelo portal dão conta de que o Grupo teria forçado os colaboradores a escolherem entre passar a trabalhar na sede de Canoas ou seriam demitidos. No entanto, a direção negou a informação e disse que “nada foi imposto pela empresa”. Os demais colaboradores que permaneceram no jornal atuarão na versão digital do veículo e trabalharão na sede de Canoas, que absorveu o time do Diário de Cachoeirinha. Contratações para trabalhar no formato digital estão em avaliação pelo Grupo.

Ao Coletiva.net, a direção da empresa informou que a causa do fechamento da edição impresso do jornal se deve à crise econômica que atravessa o País desde 2014. Sendo assim, a decisão foi suspender a versão impressa do Correio de Gravataí por tempo indeterminado, permanecendo com operação somente nas plataformas digitais. “Gravataí e Cachoeirinha são municípios importantes e continuamos operando. No momento em que ocorrer uma alteração no quadro econômico, poderemos voltar com a edição impressa”, adiantou a diretoria.

Sobre a sede do Correio de Gravataí, foi informado que estará fora de operação e que a empresa estuda um novo formato de atuação. Questionada sobre se tal medida poderá afetar outros veículos do Grupo Sinos, a direção declarou que “não estamos cogitando nenhuma outra medida”. O Grupo Sinos ainda opera os jornais NH, VS, Jornal de Gramado, Diário de Canoas, Rádio ABC e revista Like Magazine.

Em matéria publicada no site do DG, foi informado que os conteúdos no site e no aplicativo serão ampliados e atualizados de maneira mais constante. De acordo com o anúncio, a transformação do Correio de Gravataí em um produto exclusivamente digital tem por objetivo aproximar o jornal ainda mais da comunidade. As notícias poderão ser lidas no site e o aplicativo pode ser baixado de forma gratuita na App Store e no Google Play. Outras dúvidas poderão ser esclarecidas diretamente na Central do Assinante pelo telefone (51) 3600.3636 ou pelo email centraldoassinante@gruposinos.com.br.

O Correio de Gravataí foi fundado em 1983 e passou a fazer parte do Grupo Sinos em novembro de 2012. O veículo tem perfil comunitário e enfoque local e circula de segunda a sexta-feira, além da edição digital do ABC, aos sábados. A circulação, de acordo com o site do Grupo Sinos é de quatro mil exemplares, distribuídos na área de abrangência, em Gravataí.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *