EstadoPrefeituraSaúde

ARTIGO. Jorge Pozzobom e um dia histórico, em que 40 leitos (100% SUS) são abertos no Hospital Regional

Hospital Regional abre leitos e se soma à luta contra a Covid-19

Por JORGE POZZOBOM (*)

Este 27 de abril ficará registrado como um dia histórico na minha vida. E não estou falando apenas como gestor, como prefeito de Santa Maria. Mas, principalmente, como santa-mariense. Nessa data, foi anunciada a abertura dos primeiros e tão aguardados leitos no Hospital Regional de Santa Maria, complexo hospitalar que atenderá não só o Município, mas, sim, toda a Região Central, num total de 32 cidades. Fui testemunha do trabalho realizado até aqui e do anúncio feito, nesta segunda-feira, pelo governador Eduardo Leite. Acompanhado da secretária estadual de Saúde, Arita Bergmann, o governador confirmou, diretamente das dependências do Regional, a abertura, já a partir desta terça-feira (28), de 30 leitos clínicos e 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), todos exclusivos para o tratamento da Covid-19.

Quem acompanha a minha trajetória política sabe o quanto eu vinha lutando para a abertura, em sua plenitude, do Hospital Regional. Mesmo antes de eu ser eleito prefeito, ainda enquanto deputado. Nem poderia ser diferente. E, enquanto gestor deste Município, o assunto passou a ser pauta diária em minhas articulações. Fui a Brasília inúmeras vezes, justamente, para tentar garantir recursos para o Regional. Em abril do ano passado, participei de agenda com o então ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, para pleitear recursos que possibilitassem a abertura dos leitos. Agenda essa que deu resultado, pois, graças a esse encontro em Brasília, a essa articulação constante junto à União e ao Estado, que garantimos a liberação de R$ 36,6 milhões para equipar o Regional. O governador Eduardo Leite e a secretária Arita que o digam, pois tratávamos da abertura dos leitos a todo momento. Fui insistente em relação ao Regional, e minha estratégia surtiu efeito.

Qual gestor público não quer ver um hospital do porte do Regional funcionando a pleno, desafogando uma demanda histórica por leitos do Sistema Único de Saúde (SUS)? Aliás, leitos 100% SUS. Eu também não estava contente com o funcionamento do hospital apenas com ambulatórios – que, inclusive, oferecem atendimento de altíssima qualidade no tratamento de diabetes, hipertensão e cardiologia. Tenho certeza de que o governador e a secretária Arita também não estavam satisfeitos com essa espera, porém, quando a questão envolve dinheiro público, gestão pública, nem sempre a velocidade dos fatos se dá nos prazos desejados.

Por conta de tudo o eu já foi dito até aqui, por conta da relevância que um hospital dessa grandeza tem, e porque, quando esta pandemia do novo coronavírus chegou até nós, brasileiros e santa-marienses, o nosso Município não contava com um único leito sequer exclusivo para tratar de pacientes com Covid-19 pelo SUS. Agora, em relação a leitos de UTI, são 10 no Hospital Universitário de Santa Maria (Husm) e mais 10 no Hospital Regional, além de 11 leitos clínicos na Casa de Saúde e 30 no Regional. Um cenário importante diante do quadro em Santa Maria de pacientes testados e confirmados com coronavírus, ou mesmo de casos suspeitos. A situação está controlada, mas precisamos estar sempre em alerta e monitorando esses números. E esse acréscimo de leitos do Regional traz uma certa tranquilidade num cenário de incertezas em meio a uma pandemia.

A abertura desses leitos só foi possível graças à união de esforços de toda a sociedade. O Poder Público teve papel decisivo, mas, a comunidade e a iniciativa privada foram de extrema relevância nesse processo. Graças a estas instituições, que faço questão de citar uma a uma, a abertura de 40 leitos iniciais se torna realidade neste momento: Companhia Vontobel, Sicredi, Ministério Público Federal, Ministério Público Estadual, Sindicato da Construção Civil de Santa Maria (Sinduscon), Cauzzo, Instituto Cultural Floresta, Receita Federal, Clube Dores e Exército Brasileiro. Essas instituições ajudaram com doações ou outro tipo de auxílio, e foram determinantes para que, hoje, 40 leitos sejam abertos para a Região Central. E, nessa lista, incluo um agradecimento especial à família Schons, que doou o terreno onde está erguido o Hospital Regional.

Esse complexo hospitalar recebe, agora, 40 leitos. E, nos próximos dias, mais 20. A projeção é que, até o fim do ano, 130 leitos estejam funcionando no Regional, e, mais adiante, 198 (168 leitos clínicos e 30 de UTI). Por tudo isso, esse 27 de abril me deu ainda mais motivos para celebrar a vida. Os fatos me deixaram muito feliz enquanto prefeito desta cidade. E, principalmente, enquanto cidadão santa-mariense.

(*) Jorge Pozzobom é o Prefeito Municipal de Santa Maria. Sua trajetória como agente político começou com dois mandatos de vereador, tendo depois se alçado, pelo voto popular, à Assembleia Legislativa. Em meio ao segundo período, em 2016, foi eleito para conduzir o Executivo santa-mariense. Ele escreve no site às terças-feiras.

Nota do Editor: a foto que ilustra este artigo, da vistoria do Hospital Regional nesta segunda-feira, é de Guilherme Mansur (Divulgação/Governo do Estado

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo