JornalismoMídiaTrabalho

MÍDIA. Contenção de gastos. Agora, as demissões na Caldas Jr atingem o Correio do Povo: quatro cortados

Do portal especializado Coletiva.Net, com foto de Reprodução, e acréscimo claudemiriano

A semana começou com mudanças no Grupo Record RS. Após os DESLIGAMENTOS na rádio Guaíba, a redação do Correio do Povo também contou com cortes. Além da demissão de quatro funcionários, o jornal anunciou as reduções do salário e da carga horária dos seus profissionais em 25%.

Coletiva.net entrou em contato com Renato Guzzo, gerente de RH do CP, que confirmou o desligamento dos profissionais Guilherme Testa, fotojornalista; Eduardo Amaral, repórter; Thamara de Costa Pereira, colunista; e Luiz Sérgio Dibe, repórter. Segundo Guzzo, as demissões já estavam previstas e fazem parte de uma readequação da redação do jornal.

“Os ajustes já estavam no nosso escopo e não têm relação com a pandemia”, relatou o gerente de RH. Ele ainda disse que, como medida para conter a crise atual, o jornal cortou a carga horária e o salário dos colaboradores em 25%. Guzzo explicou ao portal que, por enquanto, o CP não tem mais adequações a serem feitas.

O portal conversou com Guilherme Testa, que contou que estava de férias desde o começo de abril e, neste meio-tempo, a redação entrou de home office. Segundo ele, a justificativa para o seu desligamento foi a contenção de gastos: “O de sempre”. O fotojornalista atuou no CP por quatro anos e meio.

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

ACRÉSCIMO CLAUDEMIRIANO: movimento semelhante estaria acontecendo em redações de Santa Maria. No entanto, os próprios dispensados não se manifestam, o que dificulta a circulação de informações. De resto, o espaço de comentários está disponível para quem quiser contribuir.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Jornalistas sub-celebridade atraem clicks. Pessoal que carrega o piano se lasca. Nada diretamente ligado com jornalismo. Ou competência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo