PolíticaSanta Maria

SOBE/DESCE. Pozzobom, Harrisson, Diniz, PROS…

Por 19 votos a dois, os vereadores santa-marienses decidiram, na terça-feira, arquivar a denúncia contra o prefeito Jorge Pozzobom

Por MAIQUEL ROSAURO (com foto de Clarissa Lovatto/AIPM), da Equipe do Site

SOBE

Jorge Pozzobom (PSDB)

Vereadores arquivaram a denúncia contra o prefeito por uma possível irregularidade na nomeação de cargos na Guarda Municipal (AQUI).

Daniel Diniz (PT)

Se o processo contra Pozzobom foi arquivado, o tucano tem que agradecer ao vereador petista. A análise técnica dele influenciou diretamente o voto dos demais parlamentares (AQUI).

Ovidio Mayer (PTB) e Luci Duartes – Tia da Moto (PDT)

A dupla foi q mais produtiva no primeiro semestre no parlamento santa-mariense (AQUI).

DESCE

Francisco Harrisson (MDB)

Comissão Processante que investigava denúncia contra o prefeito rejeitou o parecer do emedebista pela continuidade do processo (AQUI).

PROS

O partido não existe mais em Santa Maria. Toda a Executiva Municipal da sigla debandou (AQUI).

Marta Zanella (MDB) e João Chaves (PSDB)

Foram os que menos produziram pedidos de providências e informações, projetos de lei e de sugestão e moções nos primeiros seis meses de 2020 (AQUI).

Artigos relacionados

ATENÇÃO


1) Tua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo