EconomiaEducaçãoPrefeitura

CIDADE. Visita técnica ao Campo de Instrução para verificar local que pode receber Escola de Sargentos

Representantes da Prefeitura e da comunidade foram ao Campo de Instrução, vistoriaram área e tiveram reunião para tratar da Escola

Por MANUELA VASCONCELLOS (texto) e ARIÉLI ZIEGLER (foto), da Assessoria da Prefeitura

Uma visita técnica a um terreno no Campo de Instrução de Santa Maria (Cism), no Bairro Boi Morto, foi realizada por representantes da Prefeitura, da Corsan e da RGE, acompanhada por militares, na tarde desta quinta-feira (27). O espaço poderá receber a Escola de Sargentos do Exército, com capacidade para 2 mil alunos. O encontro teve como objetivo discutir o que é necessário para colocar Santa Maria em condições de receber a instituição.

“Estamos procurando responder a todas as questões colocadas pelo Exército de forma resolutiva e demonstrando que Santa Maria tem grandes diferenciais. Estamos tomando a frente nesta real possibilidade de receber a escola de formação por meio de articulação entre os agentes necessários neste momento”, reforça o secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação, Ewerton Falk, que acompanhou a vistoria.

Para isso, o encontro reuniu, ainda, a consultora de negócios da RGE, Mari Lúcia Santos, o presidente da Corsan, Roberto Barbuti, o superintendente regional da Corsan em Santa Maria, José Epstein, a chefe da unidade local da Corsan, Andreia Zanini, e o empresário Carlos Costabeber. No Cism, eles foram recebidos pelo coronel Luiz Fernando Pereira, chefe da 4ª Seção da 3ª Divisão de Exército (3ª DE), e pelo diretor do Cism, tenente-coronel Jeferson Menezes da Silva.

A intenção da reunião foi reforçar as condições de infraestrutura, saneamento e energia elétrica do terreno do Cism, confirmando as possíveis adequações a serem realizadas no local. O encontro também serviu para demonstrar os potenciais de Santa Maria para receber os alunos e suas famílias.

Artigos relacionados

ATENÇÃO


1) Tua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

3 Comentários

  1. Simples. Quem le a manchete pode acreditar que a visita técnica seria de uma comissão do próprio Exercito. Quem le a reportagem descobre que são os mesmos de sempre querendo se promover.
    Por que SM não se desenvolve? Porque este povo não …. e nem desocupa a moita.

  2. Detalhe esquecido: nova Escola de Sargentos para sair tem que ter orçamento. Desconfio que não seja para logo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo