CidadaniaDestaqueEleições 2020

DAY-AFTER. Uma trans, duas negras e o vereador solidário: eleitos pelo povo e ameaçados pelo ódio

Quatro candidatos vitoriosos e enfrentando o preconceito e ameças de morte

Duda Salabert, trans eleita pelo PDT mineiro e sob ameaça. Os partidos dos outros três? Patriota, PT e Novo (Foto Lucas Ravila)

Do portal especializado Congresso em Foco / Texto de Thais Rodrigues

Ao menos quatro vereadores eleitos no dia 15 de novembro estão recebendo ataques e ameaças de morte por e-mail ou redes socias. Os casos foram denunciados e estão sendo investigados pela Polícia Civil de seus respectivos estados.

Em um e-mail enviado a Duda Salabert (PDT – MG), vereadora mais votada de Belo Horizonte, que é uma mulher trans,  a parlamentar eleita é chamada de “pedreiro de peruca”. Suéllen Rosim (Patriota – SP), eleita prefeita eleita de Bauru, foi qualificada como “macaca” e “favelada”.

Suéllen Rosim é primeira mulher negra a comandar Bauru em 124 anos de história. Em uma das mensagens recebidas por ela, o autor diz: “Bauru não merecia ter essa prefeita de cor com cara de favelada comandando nossa cidade. A senzala estará no poder nos próximos quatro anos”.

A outra mensagem, onde a prefeita recebe ameaça de morte, é similar à nota recebida pela vereadora Duda Salabert.  Em ambas as mensagens o intimidador diz: “Eu juro, mas eu juro que vou comprar uma pistola 9mm no Morro do Engenho, aqui no Rio de Janeiro e vou te matar”.

Com Salabert ele complementa com ” vou esperar as aulas presenciais voltarem, vou invadir uma sala de aula do Bernoulli e vou matar todas as vadias, todos os negros (que infelizmente serão bem poucos, 1 ou 2 cotistas) e depois vou te matar”. O agressor ainda ameaça cometer suicídio depois dos assassinatos “depois de matar todas as vadias vou meter uma bala na minha cabeça”. Já com Suéllen, a pessoa diz que sabe o endereço de onde ela mora e irá comprar uma passagem apenas de ida a Bauru.

Nas duas mensagens o autor atribui as ameaças à sua atual condição de vida.”Enquanto você ganha um salário de vereador – ou prefeita -, eu estou desempregado, minha esposa está com câncer de mama e vivendo de auxílio emergencial”, escreveu. A vereadora Salabert afirma que o email foi assinado com o nome de Ricardo Wagner Arouxa. Segundo ela é um nome ligado a um grupo neonazista que atua no país. “O grupo odioso enviou esse mesmo e-mail para a direção da escola. É uma estratégia não só para me intimidar, como também para forçar que a escola e demita”.

Outros vereadores eleitos  a sofrerem injúrias e ameaças foram a professora Ana Lúcia Martins (PT-SC), primeira vereadora negra de Joinville, e o vereador Alisson Júlio (Nov -SC), da mesma cidade, que é cadeirante. A professora vinha sofrendo racismo e ameaças na internet quando e vereador foi solidário à sua situação e registrou um BO. A mensagem recebida pelos dois foi explicita: “Eu avisei que se vocês fossem na polícia eu ia ficar sabendo. Pois agora você vai morrer também. Dei um crédito por você ser branco, mas você pisou na bola”.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, E VER AS OUTRAS MENSAGENS, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo