Artigos

Pavimentação da ERS-516: uma obra que trará desenvolvimento para toda a região – por Jorge Pozzobom

O articulista e o início do asfaltamento da rodovia Santa Maria-São Martinho

Prefeito Pozzobom assina, ao lado do governador Leite, a ordem de serviço para asfaltamento da ERS-516 (foto Ariéli Ziegler/Prefeitura)

Prometido em 1998 pelo então governador do Estado na época, o asfaltamento da estrada que liga Santa Maria a São Martinho da Serra, a ERS-516, começa a virar realidade 23 anos depois. Uma notícia para ser comemorada não apenas pela vizinha São Martinho e por Santa Maria, mas por toda a região. Quando falamos em pavimentação de uma rodovia como essa, estamos tratando não só de crescimento, mas, principalmente, de desenvolvimento econômico. É como eu costumo dizer: vamos trilhar um caminho seguro em direção ao futuro, e o futuro começa agora.

Na última quinta-feira (2), tive a satisfação de participar do ato de assinatura da ordem de serviço da obra de asfaltamento, no Ginásio Municipal de Esportes de São Martinho da Serra. Na ocasião, junto do governador Eduardo Leite, do secretário estadual de Logística e Transportes, Juvir Costella, do prefeito de São Martinho, Robson Trindade, do presidente da Câmara de Vereadores do município vizinho, Élio Martim Guterres, do deputado estadual Beto Fantinel, do diretor-geral do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), Luciano Faustino, do presidente da Continental, que fará a obra, Hélio Militz Júnior, e demais autoridades presentes, testemunhei o empenho e o comprometimento do Governo do Estado para tirar do papel essa promessa de mais de duas décadas.

A obra de asfaltamento dos 17,3 quilômetros da rodovia está prevista para começar na próxima segunda-feira, dia 13, começando por um trecho mais próximo de Santa Maria. Já estão empenhados R$ 13.569.798,65 para os primeiros 8,5 quilômetros que serão pavimentados, além de terem sido investidos R$ 2.381.711,17 na readequação dos projetos da obra, totalizando R$ 15.951.509,82. E o governador Eduardo Leite garantiu que o Estado irá aportar recursos necessários para a conclusão do asfaltamento de todo o trecho. Um sonho antigo de toda a região. Nesse mesmo contexto, será pavimentada a ERS-392, na localidade de Santa Tecla, em Tupanciretã. Ações que trarão ganhos para todos.

Além do escoamento da safra de grãos e do transporte de quem depende dessas estradas, outros setores serão diretamente beneficiados pela pavimentação das nossas rodovias, como o turismo. Nossa região tem potenciais imensuráveis, muitos deles já explorados, e outros a serem desenvolvidos a curto, a médio e a longo prazos. Um exemplo disso são as Termas Romanas no Recanto Maestro, pertinho de Santa Maria. Na última sexta-feira (3), participei da cerimônia de inauguração da primeira das quatro torres do resort junto às termas, um empreendimento com capacidade para receber 1.500 pessoas, alavancando o turismo regional e beneficiando todo o Centro do Estado, inclusive Santa Maria.

Enquanto gestores públicos, cabe a nós planejar e executar ações e projetos que visem ao desenvolvimento econômico como um todo. E a pavimentação de rodovias é uma contribuição e tanto nesse sentido. O próprio governador Eduardo Leite destacou a importância estratégica que Santa Maria tem ao ser referência para o desenvolvimento da Região Central do Rio Grande do Sul. Mas, para isso, é preciso ter coragem, ousadia, trabalhar com seriedade e responsabilidade e não se omitir diante dos obstáculos. Seguimos em frente em direção ao futuro, porque esses atributos não nos faltam. Juntos, somos mais fortes na construção de uma realidade promissora para toda a região.

 (*) Jorge Pozzobom é o Prefeito Municipal de Santa Maria. Sua trajetória como agente político começou com dois mandatos de vereador, tendo depois se alçado, pelo voto popular, à Assembleia Legislativa. Em meio ao segundo período, em 2016, foi eleito para conduzir o Executivo santa-mariense. Em novembro de 2020 foi reeleito para um novo mandato. Ele escreve no site às terças-feiras.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Dudu Milk que manteve tributação majorada no RS com auxilio do PT. Cladistone, o Indigesto, que foi eleito graças ao PT na aldeia.
    Cidade tem gente que vive em condições precarias, cidade tem invasões, economia não anda bem. Politicos gastam dinheiro à toa em teatrinhos para impressinar ignorantes e ganhar votos. Governador passeia de helicoptero, que não é barato, para assinar um papel. Cinco mil aqui, cinco mil acolá (não é longe disto) e o orçamento público vai para o ralo.
    Turismo regional? Quantos santamarienses visitam Gramado regularmente? Vale dos Vinhedos? E Mata a cidade da madeira que virou pedra? O canion que existe entre Ivorá e Julio?
    Truquezinho de criar ‘expectativas positivas’. Daqui 50 anos o Tecnoparque será o Vale do Siliico. Daqui 50 anos o Diário Vermelho será o New York Times.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo