DestaqueSanta Maria

CÂMARA. Chapa vencedora para a Mesa teve 11 votos. Marina Callegaro, de atestado, se ausentou

Atual situação perdeu comando da Casa e só tinha cinco integrantes na chapa

Os integrantes da nova Mesa Diretora, eleita na tarde desta terça-feira, no plenário do Legislativo (Foto Isadora Pilar/Câmara)

Por Mateus Azevedo / Da Assessoria de Imprensa da Câmara – com acréscimo claudemiriano

Na última Sessão Plenária Ordinária de 2021, o presidente da Câmara de Vereadores, João Ricardo Vargas, apresentou o relatório da atual gestão. Logo após, os parlamentares elegeram a nova Mesa Diretora e definiram as datas das Comissões Representativas de 2022.

Relatório de Gestão
O presidente do Poder Legislativo informou que, no início do ano, foi deliberado que o Relatório de Gestão de 2021 seria produzido de forma on-line, devido à situação pandêmica vivida em Santa Maria e no Brasil. O chefe do Legislativo agradeceu aos parlamentares, servidores, comissões, entre outros. “Saio muito mais preparado e conhecendo o comportamento político de cada um”.

O relatório possui 14 páginas (a íntegra você encontra no final desta nota) com várias notícias das principais ações realizadas no Parlamento Municipal, além de outras informações institucionais. Ao final, o presidente afirmou que o material está à disposição no Portal de Transparência do site do Poder Legislativo.

Eleição da Mesa Diretora

Duas chapas se inscreveram para a disputa do pleito. A Chapa 1, denominada Construção, foi composta pelo vereador Valdir Oliveira como presidente, Luci Duarte/Professora Tia da Moto, 1ª vice- presidente, Admar Pozzobom, 2º vice-presidente, Alexandre Vargas, 1º secretário, Lorena dos Santos/Pastora Lorena, 2ª secretária, Adelar Vargas/Bolinha, 1º suplente, e Manoel Badke/Professor Maneco, 2º suplente.

Já a Chapa 2 ficou composta da seguinte maneira: Paulo Ricardo Siqueira, presidente, Tony Oliveira, 1º secretário, Rudys Rodrigues, 2º secretário, Pablo Pacheco, 1º suplente, e Danclar Rossato, 2º suplente. Com 11 votos a nove, a Chapa 1 foi eleita e o vereador Valdir Oliveira é o novo presidente do Poder Legislativo. A vereadora Marina Callegaro não participou da sessão, porque estava de atestado médico.

A Chapa 2 teve apenas cinco vereadores inscritos, pois os parlamentares Bolinha e Professora Tia da Moto estavam inscritos nas duas chapas e solicitaram a retirada de seus nomes da referida chapa.

A nova Mesa Diretora, respeitando a proporcionalidade regimental, ficou composta da seguinte forma: Presidente: Valdir Oliveira; 1ª Vice-Presidente: Professora Tia da Moto; 2º Vice-Presidente: Tony Oliveira; 1º Secretário: Pablo Pacheco; 2ª Secretária: Pastora Lorena; 1º Suplente: Bolinha e 2º Suplente: Danclar Rossato.

O presidente eleito utilizou a tribuna e disse “que esse, talvez, seja um dos dias mais importantes de sua vida”.  Declarou ser legítima a disputa do outro candidato à Presidência, vereador Paulo Ricardo, e agradeceu a todos os vereadores que apoiaram a sua candidatura e proporcionaram que o parlamentar presida o parlamento de uma das maiores cidades do Rio Grande do Sul. 

Valdir também se dirigiu aos edis que não apoiaram a sua candidatura e garantiu que o Poder Legislativo será para os 21 vereadores. “Não existe mais vencedores e vencidos”. Salientou também que os poderes são independentes e harmônicos.  Destacou que a Câmara de Vereadores apoiará os projetos de interesse da sociedade. Ao final, agradeceu aos seus familiares.

Comissões Representativas

Por unanimidade, a primeira reunião da Comissão Representativa será no dia seis de janeiro. Já a segunda reunião acontecerá no dia 17 de fevereiro. As duas reuniões iniciarão a partir das 11h.

Comissões permanentes

Os parlamentares deliberaram que a composição das comissões permanentes será feita na primeira sessão ordinária, após o fim do recesso parlamentar, que inicia dia 1º de janeiro e se estende até 19 de fevereiro. A sessão foi transmitida ao vivo pelo canal aberto 18.2 e pelo canal do YouTube: TV Câmara Santa Maria.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

ACRÉSCIMO CLAUDEMIRIANO: o editor apurou que houve, até a úlitma hora, uma tentativa dos atuais detentores do poder no Legislativo, de virar o jogo e emplacar Paulo Ricardo, do PSB, na Presidência. Não conseguiu pois, mesmo com a ausência da petista Marina Callegaro, o grupo “Construção” tinha 11 votos, com a adesão, já há algum tempo, do emedebista Adelar Vargas e da pedetista Luci Duartes, ambos agora integrantes da Mesa.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Que fiasqueira foi a atitude dos vereadores. Desnecessário aquela treta. Já sabiam que iam perde. Aceitar doía menos. Se for justificar que foi trairagem. Bueno já tem um livros recheados de histórias da eleição da mesa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo