DestaqueSanta Maria

CIDADE. Comunidade ligada à Economia Solidária divulga manifesto por permanência da Irmã Lourdes

‘FlorESer/Guandu’ assina nota em apoio à coordenadora do Projeto Esperança

A Comunidade que Sustenta a Agricultura (CSA) FlorESer/Guandu) divulgou manifesto, com data de ontem, 27 de dezembro, enaltecendo a figura da Irmã Lourdes Dill e do Projeto Esperança/Cooesperança, que ela coordena, ao mesmo tempo em que pede a permanência dela em Santa Maria. Confira, a seguir, na íntegra:

Manifesto da CSA FlorESer/Guandu em relação ao anúncio de saída da Irmã Lourdes Dill

A Comunidade que Sustenta a Agricultura (CSA) FlorESer/Guandu, que iniciou sua atividade em maio de 2020 nas dependências do Projeto Esperança/Cooesperança, vem através deste reconhecer o valoroso trabalho da Irmã Lourdes Dill à frente desse grandioso Projeto Esperança Coesperança e todos os projetos adjacentes que nascem a partir dessa experiência aprendente e ensinante.

Não temos como mensurar a dimensão e importância para toda a região central do RS, colocando Santa Maria como capital latino-americana de Economia Solidária, levando essa experiência para o mundo.

Nestes mesmos moldes de economia solidária que perpassam as relações de mercado estabelecidas pelo capitalismo, procuramos estabelecer nesta CSA uma forma de relação social que aproximam camponeses que produzem de forma agroecológica aos consumidores conscientes sobre outras formas de produção e comercialização são possíveis, que não tenham como único fim, a produção de lucros! Produzir alimentos é missão do campesinato e na pessoa da Irmã Lourdes vemos se concretizar a luta incansável por aproximar esse alimento do povo.

A nossa prática agroecológica alcança a região central do estado por meio dos muitos braços, mãos e coragens inspirados na Irmã que é principal incentivadora da diversificação produtiva, pois conhece a cadeia que aprisiona os monocultivos, com ênfase a produção de tabaco. Na luta pela vida, de todos, todas e da mãe terra, somamos nessa luta e tivemos todo o acolhimento dentro desse importantíssimo projeto. A CSA FlorESer/Guandu nasceu e está sendo conduzida dentro desses moldes inspiradores da economia solidária e quiçá seja a primeira experiência de muitas que poderão surgir.

Reconhecemos o acolhimento da Irmã Lourdes e de toda equipe do projeto Esperança/Cooesperança, bem como pedimos humildemente a sua permanência à frente da condução desse grandioso projeto.

Assina: CSA FlorESer/Guandu

Santa Maria, 27 de dezembro de 2021.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo