ColunaObservatório

COLUNA OBSERVATÓRIO. “O PP ainda é um partido forte. Mas virou coadjuvante”

A seção “Não custa lembrar”

Em 27 de novembro de 2004:

Renor lançado, informalmente, à PrefeituraJosé Farret foi pego pela palavra. De forma esperta e inteligente, seus opositores internos no Partido aproveitaram suas declarações de que não quer mais ser candidato a prefeito, depois de duas derrotas consecutivas, a já começaram a articular, na mesma reunião de segunda-feira passada, um novo nome para concorrer ao Executivo dentro de quatro anos.

Com livre trânsito em todas as correntes, até prova em contrário, Renor Beltrami, atual presidente da agremiação, seria a bola da vez. E, mesmo que o partido (claro, se ainda existir até lá) decida compor-se com outro para disputar o pleito de 2008, seria Renor o nome indicado, no mínimo, para vice…”

Hoje:

Não deixa de ser interessante esse retorno há exatos cinco anos (mais um dia), data da publicação da nota cujos dois primeiros parágrafos estão reproduzidos ao lado. Renor Beltrami continua sendo uma espécie de “líbero” – que todos (ou quase) gostariam de ver presidente do PP. Mas não concorreu a prefeito quatro anos depois do seu “pré-lançamento”. Nem José Farret – que abdicou de uma candidatura para ser vice de Schirmer e ser decisivo na eleição do peemedebista.

O que isso mostra? O óbvio: o PP (ou Farret?) continua forte. Mas deixou de ser protagonista e agora é coadjuvante, consorciado com o peemedebismo no poder municipal. Para o bem. Ou para o mal. O que se comprovará, ou não, dentro de um ano.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

2 Comentários

  1. Claudemir, sugiro aos leitores do site essa nota jornalística sobre o novo “mensalão” descoberto em Brasília, no governo do Distrito Federal. É verdade. Coisa do governo do democrata José Roberto Arruda, um ex-senador tucano que anos atrás renunciou ao seu mandato para não ser cassado. Alô, alô, o pessoa que adora falar em “mensalão”! Leiam lá para ver como funcionava o mensalão no GDF. Segundo as investigações, o próprio governador fazia a distribuição da “mufunfa”. O link aí: http://www.paulohenriqueamorim.com.br/?p=23229 (NOTA DO EDITOR: este assunto merecerá nota neste sítio, provavelmente na madrugada/manhã desta segunda-feira. Se não for antes)

  2. Aos poucos vai se consumando o sonho do PMDB santa-marianse, desmontar o Pp e se tornar o polo agregador do anti petismo, ao mesmo tempo que no PP se consuma o sonho de alguns de apagarem Farret da vida pública futura, ontem mesmo no em um restaurante da cidade um PP antigo funcionario da prefeitura conhecedor da ciencia do direito me disse “eu ,fulano e sicrano largamos o farret de mão porque esse governo do Schirmer vai melhorar e ele se reelege e o farret não se elege deputado e tá fora da próxima na prefa!”
    junte-se ao crocodilo mas saiba que um dia ele te engole não esqueça disso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo