ColunaObservatório

COLUNA OBSERVATÓRIO. De novo, agora estadual, eleição quente para o parlamento

Não custa lembrar

Em 18 de setembro de 2004:

Esta campanha, sim, está fervendo – Se os pretendentes à Prefeitura protagonizam uma disputa sem muito sabor (sempre há tempo para mudar, afinal de contas ainda faltam duas semanas para o pleito), o mesmo, definitivamente, não é possível afirmar em relação à eleição proporcional.

A grande responsável pelo verdadeiro entrevero que já se percebe nas ruas, esquinas e praças da cidade é, sem dúvida, a redução do número de vagas. São 14, e não mais 21; o que significa um terço a menos em relação ao atual Legislativo…”

Hoje:

São seis anos a separar a nota ao lado, desta. E apenas uma diferença formal: o número de vagas em disputa. São 86, somadas as da Assembléia às da Câmara. No mais, o que se percebe é uma quantidade imensa de semelhanças àquela eleição comunal.

O que temos são desesperados (especialmente aqueles que se viam competitivos e não confirmam essa condição) em busca de um espaço que, à aproximação da data fatal, se torna cada vez mais limitado. E é exatamente isso que torna quentíssima a disputa pelo voto, tanto quanto há seis anos.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo