AssembleiaCâmara de VereadoresCinemaCulturaEducaçãoPartidosPolíticaPrefeituraTrabalho

LUNETA ELETRÔNICA. Semana quente na AL, discursos da TV Câmara, PSB na mídia, docentes municipais, ponto na UFSM, Bollywood

* Tem tudo para ser uma semana quentíssima na Assembleia Legislativa. Pelo teor explosivo de alguns projetos e, também, pela importância coletiva de outros.

* Um exemplo de cada lado pode ser oferecido. Por exemplo: há grita muito grande em torno da proposta de mudança nos critérios de promoção na Brigada Militar.

* Semana passada, a oposição aproveitou cochilo dos governistas e a sessão deliberativa acabou suspensa por falta de quorum. O que não deve se repetir agora.

* De outra parte, é mais ou menos pacífica a aprovação, ainda nesta semana, do novo salário mínimo regional. Que, na sua faixa mais baixa, eleva o piso atual a R$ 700.

* Ah, é improvável, mas também pode acontecer, e isso elevaria bastante a temperatura, a votação da proposta de reajuste salarial ao magistério estadual.

* E na Câmara dos Vereadores de Santa Maria? Aqui, nada. Exceto para quem gosta de diversão e assista às sessões transmitidas pela TV Câmara (canal 16, Net).

* Quinta-feira chegaram a ser hilariantes os discursos em torno da importância da representação parlamentar na festa uruguaia de Tacuarembó.

* E nesta semana? Bem, haverá de se encontrar algum tema “importante” para os edis debaterem na tribuna, já que projeto, mesmo, não existe.

* Nesta segunda, a partir das 5 da tarde, acontece, no Clube Comercial, assembleia dos docentes da comuna, em chamada do Sindicato dos Professores Municipais (Sinprosm).

* Na pauta, obviamente, a reivindicação em torno do piso salarial (agora reajustado para R$ 1.451) e a discussão em torno da reposição da inflação do ano passado.

* A qualquer momento, mas não deve ser ainda hoje, a prefeitura deve anunciar a sua proposta, que valerá também para o restante da categoria municipária.

* Enquanto isso, também nesta segunda, mas ao meio dia, a Associação dos Servidores da UFSM (Assufsm) promove o encontro “Almoço ao Ponto”, a partir das 11, no saguão da reitoria.

* O objetivo é “concentrar a categoria para discussões sobre o ponto eletrônico, autonomia universitária e jornada de trabalho na UFSM, entre outros”.

* Quem está na mídia eletrônica gaúcha nesta semana (terça, quinta e domingo), em inserções de 30 segundos, é o PSB estadual.

* O proselitismo dos socialistas estará disponível, em cinco comerciais diferentes, e, diz o partido enfocará, por exemplo, “a capacidade de gestão do PSB”.

* Agora, cinema. O Cineclube Lanterninha Aurélio tem um atração especial, nesta segunda-feira. Vai exibir o filme “Bollywood Dream – O sonho bollywoodiano”, de Beatriz Seigner.

* Trata-se de uma parceria com o “Compacto Cine”, projeto da distribuidora DF5 e, também, com o festival “Grito Rock”.

* O filme, que circula por muitas cidades, em pré-lançamento nos cineclubes e outras entidades alternativas (antes de ser lançado comercialmente) é uma co-produção brasileiro-indiana.

* Resumidamente, é a história de três atrizes brasileiras que decidem tentar a sorte em Bollywood, a indústria cinematográfica da Índia.

* A exibição começa as 7 da noite, no auditório da Cesma, na rua Professor Braga. A entrada é gratuita.

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo