EducaçãoPolíticaTrabalho

EDUCAÇÃO. Ministro diz que reajuste reivindicado por docentes federais virá por MP

Aliás, não apenas o reajuste, mas também a incorporação de gratificação conferida no ano passado. Tudo por conta da lentidão no processo de tramitação dos Projetos de Lei que tratam do assunto tão caro aos docentes federais.

Mais informações, e outros detalhes, estão em material publicado originalmente no sítio da Seção Sindical dos Docentes da UFSM, com informações do Andes/Sindicato Nacional. Acompanhe:

MEC: governo transformará projeto de reajuste em MP

O Ministro da Educação, Aloizio Mercadante, informou ao ANDES-SN que o governo deverá transformar o PL 2203/11 (reajuste docente e incorporação da Gemas) em Medida Provisória. O comunicado foi feito em reunião entre Sindicato Nacional e o Ministério da Educação (MEC) na manhã desta quinta (10). O encontro foi chamado por Mercadante com o objetivo de dar retorno ao ANDES-SN em relação aos pontos prioritários abordados na última audiência do ministro com a entidade, no final de março: PL 2134/11 (Vagas), PL 2203/11 (reajuste) e reestruturação da carreira docente.

Vagas 

Em relação ao Projeto de Lei 2134/11, que cria 44 mil cargos para professores nas instituições federais, Mercadante afirmou que o MEC tem se empenhado no diálogo com o Congresso para garantir a rápida tramitação do PL, dentro dos prazos mínimos, no Senado. O texto já foi aprovado na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados e como tramita em caráter conclusivo, seguiu direto para análise dos senadores...”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo