ComportamentoCrônica

COMPORTAMENTO. Luiz Carlos Nascimento da Rosa e o intimismo materialista. Ou quem sabe é o contrário?

“…Vejo todo tipo de passarinho com sua linda liberdade de ir e vir. Vislumbro os verdes morros que circunscrevem nosso bairro. A minha esquerda o morro possui, para meu singelo olhar, formato de um robusto rosto masculino. A direita de minha varanda, feito mirante, vislumbro um belo morro com o formato de um lindo seio de uma mulher amada. A “Cidade Maravilhosa” é o lugar que está submerso este meu pequenino, mas lírico cenário. 

A imponência dos verdes morros combina e dialetiza com as folhagens e flores desta maravilhosa e convidativa varanda. Da decoração posso verificar que o ato de amar foi elemento fundante e mediador para sua realização. Minha amiga Priscila que veio aqui passar uns dias falou que a casa onde, hoje, estou tinha semelhanças com uma casinha de boneca. Verdade pura…”

CLIQUE AQUI para ler a íntegra do texto “Reflexões intimistas e materialistas”,  escrito por Luiz Carlos Nascimento da Rosa, professor de Departamento de Metodologia do Ensino do Centro de Educação da UFSM. O texto foi postado há instantes, na seção “Artigos”. Boa leitura!

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo