ColunaObservatório

OBSERVATÓRIO. Nomes, cadê os nomes!? Aí está o maior problema de Schirmer para montar secretariado

O diabo é que ele não ainda não encontrou o que pretende. Ainda

Não, não, nananinanão! A pergunta feita no título desta nota não é do colunista, como pode parecer à primeira vista. Na verdade, é bem mais grave. Quem a está fazendo é o prefeito Cezar Augusto Schirmer. Às voltas com a reforma administrativa, e as mudanças (que devem ser basicamente as mesmas já anunciadas antes da tragédia de janeiro, com alguma outra medida cosmética, como a centralização dos fiscais em um órgão ou pasta próprio) no organograma, está preocupadíssimo com um fato: não tem nomes para as secretarias consideradas estratégicas.

São elas, objetivamente: Educação, Saúde, Desenvolvimento (a ser criada) e Gestão. Nesta última, ainda conta convencer Antonio Carlos Lemos a ficar, pois já recebeu os sinais de que ele não gostaria de continuar. Torce para que mude de ideia, é o que consta.

Mais grave, mesmo, são as outras pastas. Já sabe que João Luiz Roth não permanece. Mesmo que o prefeito o quisesse na pasta da Educação. Também teve conversa outro dia com a Procuradora Anny Desconzi, a quem teria pedido que continuasse mais algum tempo na Saúde. Ela não deseja.

E no Desenvolvimento, o perfil técnico/empresarial que o prefeito gostaria de ter ao lado esbarra no salário. Qualquer nome escolhido teria que abrir mão do troco melhor que já recebe no serviço público ou na iniciativa privada. Por enquanto, o herói, se encontrado, recusou.

Essa situação preocupa muito a Schirmer. Faz sentido. Afinal, apresenta gente sem contestação, ou terá que se contentar com o toma-lá-da-cá partidário, e dele gostaria de se desvencilhar. Sem contar com o seu entorno, que já sabe minado, mas do qual não pode prescindir.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

4 Comentários

  1. Já mandei meu curriculo pro Schirmer, mas avisei que quero a boca quem que ele… só fazer o que EU quero, o que eu não quiser eu deixo por tal de adjunto, que me contaram que é como chamam o vice de secretário…
    pro meu Farret…
    baita boca.

  2. Inércia total do “sindico”
    Creio que os moradores do condominio, convoquem uma reunião
    Para decidir, entre outros assuntos da Pauta.
    Os rumos, à serem norteados.

  3. Coloco meu nome a disposição do prefeito Schirmer.
    Tenho perfil necessário, não sou da área, poderia passar horas diante da policia e CPI dizendo não sei, desconheço,…
    aguentaria firme as piadinhas, ironia e provocaçoes do prefeito, que gosta disto.
    o salário é bom e tem gente que depende dele, nao tem vida sem a boquinha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo