ColunaObservatório

OBSERVATÓRIO. Morre Rocha e Souza, o ex-furriel

Isso é história!

24 de julho de 1835 – Morre em Santa Maria, aos 80 anos, o Sargento-Mor (major) de Dragões do Rio Grande Manuel da Rocha e Sousa, um dos mais antigos moradores da povoação. Natural da Vila de Rio Grande, filho de Luis da Rocha e Souza, do Rio de Janeiro, e de Maria da Costa, da Colônia do Sacramento, veio para Santa Maria fomo furriel da Comissão Demarcadora de Limites, em 1797, reformando-se como sargento-mor em 11.6.1813. Deve ter-se casado por duas vezes, a segunda com Rosa Maria do Nascimento, que antes casara duas vezes, sendo pela segunda, com o avô do Cel. José Alves Valença, a quem ela deve ter trazido para Santa Maria.

Não se sabe exatamente quando o Sargento-Mor Rocha e Sousa veio para Santa Maria, mas é bem provável que tenha sido após reformar-se. Construiu casa na então Rua Pacífica, hoje Dr. Bozano e tornou-se pessoa importante do lugar. .”

(Da terceira edição do livro “Cronologia Histórica de Santa Maria e do extinto município de São Martinho”, de Romeu Beltrão)

NOTA DO EDITOR: não foi fácil achar, mas “furriel” é uma palavra que existe. E quer dizer “Posto militar, entre cabo e sargento”, segundo o dicionário Michaelis.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo