EstadoPartidosPolítica

POLÍTICA. Afora Schirmer, e depois de Pippi, há mais um santa-mariense no time da transição. Saiba quem é

Cezar Schirmer, como se sabe, faz parte do, digamos, alto comando politico do time da transição do governador eleito José Ivo Sartori. Por indicação dele, embora a mídia santa-mariense tenha ignorado solenemente (exceto este, nem sempre, humilde sítio, que trouxe a INFORMAÇÃO  há já oito dias), faz parte do corpo técnico da equipe o secretário de  municipal de Coordenação do Desenvolvimento Institucional, Carlos Brasil Pippi Brisola.

Pois bem, agora há mais um santa-mariense no grupo. O editor tem dúvidas se há a participação de Schirmer na indicação, mas o fato é que entre os cerca de 30 que atuam diretamente na equipe está também o professor da Unipampa Gustavo Segabinazzi Saldanha, com formação superior em Gestão Pública. Ele foi coordenador regional da Juventude do PMDB e ex-candidato a vereador. Saldanha faz parte do grupo que trata da “Administração e Governança”.

Bueno, dada a informação disponível, vamos ao que os novos governantes estão divulgando. E que é pouco, aliás. Confira, a propósito, material originalmente publicado no jornal eletrônico Sul21, com informações da assessoria de imprensa do PMDB/RS. A foto é do Feicebuqui. A seguir:

Saldanha integrado ao time da transição, no grupo que trata da “administração e governança"
Saldanha integrado ao time da transição, no grupo que trata da “administração e governança”

Técnicos da equipe de transição iniciam a elaboração do diagnóstico do Estado

Nesta terça-feira (18), cerca de 300 técnicos e especialistas dos 14 grupos de trabalho instituídos pela equipe de transição do governador eleito José Ivo Sartori (PMDB) reuniram-se  no Auditório do Centro de Treinamento da Procergs, na Zona Sul de Porto Alegre, para avaliar o andamento do processo de transição e discutir o cumprimento das metas e dos prazos já estabelecidos. José Ivo Sartori, governador eleito, José Paulo Cairoli, vice-governador eleito, Carlos Búrigo, coordenador e interlocutor do grupo de transição, e José Fogaça, membro da equipe, participaram da reunião.

O encontro marca o início do trabalho de organização, estudo e avaliação da situação do Estado e da estrutura do poder público, seguindo os temas previamente definidos pelo comitê de transição. “O objetivo central do trabalho é elaborar uma radiografia da realidade complexa e difícil do Rio Grande do Sul”, explicou Fogaça. Essas informações iniciais, que também terão como base a análise dos dados requisitados pela equipe de transição junto à Casa Civil no dia 11 de novembro, ainda vão gerar um conjunto de ações e propostas para atender às questões imediatas dos primeiros três meses de governo.

A expectativa é de que os grupos temáticos produzam o diagnóstico e apresentem o relatório de avaliação até o dia 10 de dezembro, sendo que o documento final deve ser apresentado cinco dias após essa data. “Não é trabalho dos grupos temáticos indicar ou constituir nomes para o governo, mas sim de analisar os dados do Estado. Isso não impede que sejam feitas proposições. No entanto, a condição de definir nomes para o secretariado é uma decisão do governador eleito”, afirmou Fogaça.

Ainda esta semana, novos questionamentos, mais detalhados, devem ser entregues ao atual governo.Essas perguntas serão geradas a partir do trabalho dos grupos temáticos.

Reunião dos comitês de transição

A segunda reunião entre as duas equipes de transição será realizada na próxima segunda-feira, dia 24. Segundo Fogaça, não se trata de um encontro para entrega de documentos, mas uma reunião política para avaliação do andamento da transição.”

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Este senhor jã afundou Santa Maria, agora vai ajudar afundar o RS, mais só quero dar os parabens aos eleitores dele que hoje devem estar feliz, com essa bela administração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo