CidadaniaPolítica

CONJUNTURA. Luciana Manica, a eleição e nossas responsabilidades. Ah, e o que fazer para ir adiante?

“…E a propriedade intelectual, onde fica? Fica como ferramenta de inclusão social. Se você é um técnico em informática, trabalhe sobre um software livre, contribua com o seu conhecimento. Se você não entende nada de algoritmos responsáveis pela construção do código fonte, fiscalize e exija dos poderes públicos a contratação desse tipo de ferramenta em detrimento do software proprietário, de titularidade de grandes empresas, normalmente multinacionais que geram gasto de milhões para os cofres públicos.

Se você é um inventor, certamente já está trazendo seu benefício para um salto tecnológico. Mas mesmo que tenha sido pego de surpresa pela tão anunciada crise econômica, aposte na…”

CLIQUE AQUI para ler a íntegra do artigo “Propriedade intelectual como inclusão social”, de Luciana Manica Gössling. Ela é advogada, Mestre em Direito e especialista em Propriedade Intelectual. O texto foi postado há instantes, na seção “Artigos”!

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo