BASTIDORES. PP não aceita perder a Secretaria de Mobilidade Urbana e também ensaia a independência

BASTIDORES. PP não aceita perder a Secretaria de Mobilidade Urbana e também ensaia a independência - maiquel-pp

Possíveis exigências do PMDB também desagradaram cúpula do PP. Como resposta, edis do partido ameaçam deixar o Grupo dos 10

Por MAIQUEL ROSAURO (com foto de Fabrício Vargas/AICV), da Equipe do Site

Os bastidores da política santa-mariense estão agitados após a tumultuada reunião do Diretório Municipal do PMDB, na sexta-feira (9), que terminou em confusão envolvendo a presidente Magali Marques da Rocha e o ex-secretário de Infraestrutura Tubias Calil (AQUI). A consequência mais visível está prestes a eclodir no principal aliado do governo de Jorge Pozzobom, o PP.

Embora Magali garanta que o PMDB não exige cargos na Prefeitura (clique AQUI), uma fonte graúda da cúpula do PP afirma que a sigla não irá aceitar de braços cruzados qualquer movimento do Executivo a favor dos peemedebistas. Conforme o site noticiou na semana passada (clique AQUI), uma das mudanças previstas no secretariado visa tirar Sandra Rebelato, presidente municipal do PP, da Mobilidade Urbana. Tal situação desagradou a progressista e ganhou apoio dos parlamentares Cida Brizola (PP) e Vanderlei Araujo (PP).

“Os vereadores estão descontentes com o tratamento com a base e, sobretudo, com a questão da Saúde, que não deslanchou. A cúpula partidária está furiosa depois que o PMDB exigiu mais cargos e secretaria, já tendo hoje mais CCs (cargos de confiança) que o PP”, afirma a fonte.

O PP é o partido do vice-prefeito, Sergio Cechin, e hoje está no controle apenas da pasta de Mobilidade Urbana. Um sonho dos progressistas é assumir mais uma secretaria de destaque, de preferência, Saúde ou Meio Ambiente.

“Os dois vereadores do PP se elegeram pela bandeira da saúde, por isso a indignação”, explica.

O PMDB, por outro lado, tem a Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, dirigida por Marta Zanella. O objetivo da Administração Municipal é trazer novamente para base aliada o vereador Adelar Vargas – Bolinha (PMDB), o que seria suficiente para o governo ficar com maioria na Câmara. Porém, se Pozzobom não abrir o olho, o Grupo dos 10 (vereadores fiéis ao governo) irá se tornar um G8.

“Os vereadores não foram consultados sobre mudanças no secretariado, inclusive na Mobilidade Urbana. Existe a possibilidade de ambos (Cida e Araujo) se tornarem independentes e saírem do G10”, garante a fonte do site.



1 comentário

  1. O Brando

    Secretaria de Saúde tem como titular uma capacitada técnica da área. Querem colocar um político(a) cabeça-de-bagre no lugar porque é uma excelente vitrine para ganhar votos. Saúde da população é secundário. Um dos motivos pelos quais quebraram os Correios, políticos cabeça-de-bagre.
    Meio ambiente até apavora porque nunca foi prioridade. Alguém já ouviu alguém falar em despoluição das muitas sangas da cidade? Coleta seletiva de resíduos? Provavelmente só ouviu falar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *