MEMÓRIA. Santa Maria e a Comunicação perdem Antonio Abelin, um dos pioneiros do rádio na cidade

MEMÓRIA. Santa Maria e a Comunicação perdem Antonio Abelin, um dos pioneiros do rádio na cidade

MEMÓRIA. Santa Maria e a Comunicação perdem Antonio Abelin, um dos pioneiros do rádio na cidade - abelinÉ possível que, no final das contas, seja o principal. Mas, certamente, um dos grandes nomes da comunicação social de Santa Maria. Assim poderia ser designado Antonio Abelin, 91 anos completados em 2 de julho, e morto no final da noite de ontem, 1º de janeiro, em sua casa, de causas naturais.

Abelin, cujo corpo está sendo velado em capela do Cemitério Jardim Santa Rita, onde será sepultado às 4 e meia da tarde, é um dos fundadores da Rádio Universidade, foi o primeiro coordenador do Curso de Comunicação Social da UFSM.

Também, como refere nota publicada na versão online do Diário de Santa Maria (AQUI), o “jornalista, professor, economista e publicitário, começou a trabalhar ainda adolescente, na Rádio Imembuí”. Aliás, Abelin tem sua vida ligada ao rádio (embora tenha sido vereador, nos anos 60, o que até lhe valeu a honraria de “Vereador Emérito”, com que foi distinguido pela Câmara, em 2013).

Assumiu funções como presidente da Associação Gaúcha de Rádio e Televisão (Agert), o que significou convite posterior para assumir funções executivas em Brasília. Lá, por 17 anos, atuou na Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert).

Antonio Abelin foi casado com Dona Cora, com quem teve três filhos. Deixa também oito netos.

Para que o leitor tenha uma ideia do quanto Abelin gostava da sua cidade, vale conferir um texto publicado no site em 10 de maio de 2011, como parte de uma série especial em homenagem ao aniversário de Santa Maria. O texto é de Liciana Brum e a foto (que ilustra também toda esta nota) é de Maiara Bersch. Confira:ara que o leitor tenha uma ideia do quanto Abelin gostava da sua cidade, vale conferir um texto publicado no site em nal da noi

A PAIXÃO POR UMA CIDADE. Antonio Abelin, 17 anos ausente, retornou e deixou a saudade para trás

Quando quem é da cidade vai embora e depois retorna, Santa Maria parece mais enriquecida. O jornalista, publicitário, professor e economista Antonio Abelin nasceu aqui, mas passou durante 17 anos de sua vida morando em Brasília, onde era superintendente da Associação Brasileira de Emissora de Rádio e Televisão (ABERT). Também contribuiu, no sul, com a Associação Gaúcha (AGERT). Voltou para Santa Maria depois de quase duas décadas na capital do país, tempo que deixou com saudade da terra natal.

“Claro q sentia falta do sul. Foi aqui que eu nasci, e aqui que quis viver quando voltei de Brasília”. Aos 83 anos, Abelin, que foi um dos fundadores da TV Imembuí, escreve duas vezes por mês para o jornal A Razão e ainda mantém um texto semanal na Rádio Imembuí (lido por um locutor da emissora). Gosta, em Santa Maria, do movimento das atividades econômicas, estudantis, universitárias, e da juventude. “A cidade está reencontrando o seu progresso”, comenta.

Apaixonado por Santa Maria, com a explicação de que foi aqui que nasceu e teve todo o seu sucesso político e profissional, Antonio Abelin sente-se muito feliz na sua cidade. “Me sinto muito feliz por dar pessoalmente a minha contribuição a tantas coisas boas dessa cidade”. E confessa que não vai embora de Santa Maria. “Agora é hora de atender a minha família, meus filhos, meus netos.”

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.



1 comentário

  1. Nivia Andres

    Perda lamentável! Certamente ficará na história da Comunicação no Brasil! Nosso querido paraninfo da turma de Comunicação de 1978 da UFSM! Vá em paz, grande guerreiro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *