ConsumidorPrefeituraSaúde

CONSUMIDOR. Ação conjunta da Prefeitura com a Polícia Civil notifica 15 supermercados. Saiba por quê!

Para verificar mudança de preços devido à pandemia , Prefeitura notifica 15 supermercados, em operação conjunta com a polícia

Por JOÃO PEDRO LAMAS (com foto de Divulgação), da Assessoria de Imprensa da Prefeitura

Diante do quadro de pandemia de coronavírus, e seguindo o Decreto Executivo nº 55, o Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) de Santa Maria, em ação conjunta com a Superintendência de Fiscalização da Secretaria de Estruturação e Regulação Urbana e a Polícia Civil, notificou 15 supermercados, nesta quinta-feira (27). O Executivo Municipal vai verificar suspeitas de alterações de preços de produtos devido à pandemia de coronavírus.

Desde o dia 17 de março, o Procon já vinha atendendo a denúncias referentes à alteração de valores de produtos como álcool em gel e máscaras, principalmente em farmácias.

“Os produtos alvo da ação de fiscalização são os principais da cesta básica e de higiene. Pedimos as notas fiscais para verificar o preço de compra e o preço atual praticado. A suspeita dos denunciantes é de que houve uma alta não justificada nos valores. Visamos ao respeito ao consumidor, ainda mais em um momento de pandemia, onde as pessoas estão mais vulneráveis”, disse o superintendente de Fiscalização, Marcio Abbade.

Foram solicitadas as notas fiscais de compras de dezembro de 2019 e de janeiro, fevereiro e março de 2020. Os supermercados têm até cinco dias úteis para apresentar as notas. O Procon fará um auditoria na documentação. Caso sejam constatados preços abusivos, os locais, como as farmácias, podem ser multados conforme o Código de Defesa do Consumidor.

Como denunciar ao Procon

Horários de atendimento por telefone

Manhã e tarde: segunda a sexta-feira (8h30min às 16h30min)

Atendimento

Contato pelo telefone (55) 3217-1286

Contato por WhatsApp: (55) 99178-3261

Contato pelo e-mail atendimento.proconsm@gmail.com

Plataforma digital

Utilização da plataforma online www.consumidor.gov.br

A reclamações, quando possível, serão realizadas, preferencialmente, na plataforma virtual consumidor.gov, que não exige atendimento presencial

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

OBSERVAÇÃO DO EDITOR: a prefeitura não divulgou os nomes dos supermercados.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Decreto executivo 55 de quem? Sim, por que pode estar rolando um abuso de autoridade (não, não tem interesse local) na aldeia. Não é por causa da pandemia que as autoridades podem fazer o que der na veneta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo