DestaqueSanta Maria

BASTIDORES. Helen contra todos, o retorno das viagens, novos horários na Câmara, Anita e vacinas

Vereadora petista ainda alimenta chances de mudar regramento do Legislativo

Helen Cabral aguarda parecer jurídico sobre o fato que o impediu de votar sua emenda na forma de destaques (Foto Reprodução)

Por Maiquel Rosauro

Helen Cabral (PT), a única vereadora a votar contra a nova Resolução Legislativa do Parlamento de Santa Maria (AQUI), não está satisfeita com as novas medidas da Casa contra a covid-19. Na terça-feira (6), a petista apresentou uma emenda com mais de uma dezena de alterações, mas teve sua iniciativa rejeitada por impressionantes 19 votos a um. Ou seja, apenas Helen voltou na sua proposta.

Entre as várias sugestões da parlamentar está o retorno da tribuna livre, reuniões das comissões e audiências públicas por meios remotos; expediente da Câmara à tarde nas terças e quintas-feiras e o retorno das sessões presenciais condicionadas a percentuais de taxa de ocupação de leitos em Santa Maria (AQUI).

Helen tentou votar suas propostas separadamente, na forma de destaques, mas foi impedida pelo presidente da Casa, João Ricardo Vargas (PP). O progressista entendeu que o texto inteiro representa uma única emenda, logo não poderia ser desmembrado para votar cada inciativa em separado.

Em contato com o Site nesta quarta-feira (7), Helen relata que solicitou à Procuradoria Jurídica da Casa uma explicação por escrito dos motivos que levaram ao impedimento da votação da emenda por destaques. Em seu entendimento, o Artigo 183 do Regimento Interno da Casa possibilitava tal votação (confira na imagem abaixo).

Trecho do Regimento Interno da Casa que, segundo Helen Cabral, permite a votação destaques da emenda (foto Reprodução)

“De acordo com o que a Procuradoria me mandar, posso inclusive pedir para anular a votação. Eles (a direção da Casa) não me deram o direito que eu tinha assegurado como vereadora”, disse Helen.

Destino, POA!

Menos de 24 horas após a nova resolução ser aprovada, três vereadores protocolaram um pedido de autorização de viagem para Porto Alegre. O Artigo 4º do regramento anterior (AQUI), aprovado em junho do ano passado, proibia viagens até o término da pandemia. Já o novo texto, não toca no assunto. Logo, viagens liberadas!

Quem deseja viajar, com carro oficial da Casa e diárias pagas pela Câmara, são os vereadores Adelar Vargas – Bolinha (MDB), membro do grupo de oposição; Alexandre Vargas (Republicanos), líder do governo na Casa, e Admar Pozzobom (PSDB), irmão do prefeito.

Eles pretendem ir a Porto Alegre, no fim da tarde de segunda-feira (12). Na terça (13) e na quarta (14), o trio possui agendas na Casa Civil e Assembleia Legislativa. A agenda completa pode ser visualizada neste LINK.

Novos horários

Fique atento aos novos horários do Legislativo de Santa Maria a partir desta quinta-feira (8). O expediente será exclusivamente interno, das 7h30min às 13h30min. Já a sessão plenária presencial terá início às 15h, com transmissão pela TV Câmara e redes sociais do Parlamento.

Anita e as vacinas

A vereadora Anita Costa Beber (PP) retirou de tramitação o Projeto de Lei 9121/2021, de sua autoria, que estabelece prioridade de vacinação contra covid-19 a funcionários de supermercados, padarias e afins, farmácias, trabalhadores do transporte coletivo, transportadores rodoviários e motoboys.

Todas as categorias listadas já estão contempladas em proposta em tramitação do vereador Paulo Ricardo Pedroso (PSB). Na semana passada, o Site já havia noticiado tal situação (AQUI).

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Onde passa um gado, passa a boiada!!! Covid é só para discurso e “uma gripezinha”. Na vale Machado pelo jeito a gripezinha te imunidade total.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo