DestaqueSanta Maria

PARTIDOS. Jader Maretoli assume a presidência do PSL de Santa Maria e já mira a eleição à Assembleia

Em 2022, o político pretende concorrer pela terceira vez a deputado estadual

Além de assumir as rédeas da sigla na cidade, Jader é o novo presidente da Juventude do PSL no Rio Grande do Sul (Foto Divulgação)

Por Maiquel Rosauro

O ex-candidato a prefeito de Santa Maria, Jader Maretoli, é o novo presidente municipal do PSL, partido do vice-prefeito Rodrigo Decimo. Ele também assume a presidência da Juventude Estadual do PSL. No próximo ano, Jader deverá concorrer a deputado estadual pela sigla.

Ele estava no Republicanos desde junho de 2017, mas deixou a legenda no mês passado, dias após o vereador e presidente municipal da agremiação, Alexandre Vargas, assumir a LIDERANÇA do governo Jorge Pozzobom (PSDB) no Legislativo. A assinatura da ficha de filiação na nova legenda ocorreu nesta semana, na presença do deputado federal e presidente estadual do PSL, Nereu Crispim.

Jader relata que, após sair do Republicanos, recebeu convites de vários partidos e buscou se alinhar a uma legenda que aceitasse desenvolver o projeto de nova política que ele entende ser ideal para a região.

“A mim foi dada liberdade de trabalhar e espaço para ter representatividade no Estado como presidente da Juventude Estadual e a presidente da sigla no município. Este espaço para trabalhar foi o que me motivou a assinar com o PSL e poder começar a construir junto com o deputado Nereu muitas coisas novas à cidade, região e até mesmo para todo o Estado”, afirma Jader.

Questionado pelo Site se, em 2022, possui a intenção de concorrer novamente à Assembleia Legislativa, Jader não titubeou na resposta.

“Esse é o projeto, também está na rota minha e do partido que me enxerga com grande potencial para lutar por uma cadeira de deputado no Estado”, disse Jader.

Ele assume a presidência do PSL/SM no lugar de Ana Neri Knupp, que há um mês foi NOTÍCIA por assumir a presidência do partido.

O PSL é o quarto partido da trajetória política de Jader. Em 2014, concorreu a deputado estadual pelo PTB. Em 2016, foi candidato a prefeito de Santa Maria pelo Solidariedade. Em 2018, pelo então PRB (hoje chamado Republicanos), tentou novamente uma vaga à Assembleia Legislativa. Ano passado, pleiteou o Executivo pelo Republicanos. Jamais se elegeu.

O novo vice-presidente do PSL é o vereador Tony Oliveira, que faz parte do grupo de oposição no Parlamento, que ocupará o lugar de Francisco Pereira. Aliás, toda a Comissão Provisória da sigla foi substituída. Confira abaixo a nova nominata.

Nova nominata da Comissão Provisória do PSL/SM:

Presidente – Jader Maretoli

Vice-presidente – Tony Oliveira

Secretário geral – Ednaldo Côrrea

1º secretário – Geraldo Vieira

Tesoureiro geral – Cândida Isabel Martins

1º tesoureiro – Silvia Côrrea

Vogal – Ednaldo Côrrea Júnior

Suplente de Comissão Executiva – Débora Castanho

Suplente de Comissão Executiva – Júlio Lima

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

4 Comentários

  1. Esse rapaz e suas “convicções ideológicas” já beiram o ridículo. Logo, logo estará mamando num carguinho desses lesa-bolso do contribuinte. Há quem goste.

  2. O Jader tem boas ideias, mas essa mania de pular de um partido para outro deixa ele sem identidade política, e parece que o problema é ele e não os partidos que ele participou. Além disso, na ultima eleição foi crítico do Pozzobon, e agora se alia ao partido do Vice. Então fica a dúvida se ele tem posição ou quer somente um partido pra finalmente ter um cargo fixo, mesmo que por 4 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo