DestaqueEstado

KISS. Definido o local em que vai acontecer o júri popular. Será no chamado Foro Criminal da capital

Espaço tem mais capacidade para receber público e ainda está em construção

Por Janine Souza / Da Coordenadoria de Imprensa do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul

Previsto para ser realizado no dia 1º de dezembro de 2021, o júri dos quatro réus apontados como responsáveis pelo incêndio na boate Kiss, em Santa Maria, deverá ser realizado no Foro Central I, também conhecido como Foro Criminal. No despacho de hoje (31/5), o Juiz de Direito Orlando Faccini Neto, que presidirá o júri, informou que o julgamento ocorrerá nas dependências de um plenário que está em fase de construção.

O local, que terá maior capacidade de público que os espaços disponíveis no Foro atualmente, foi definido com auxílio da equipe técnica do Tribunal de Justiça, a partir de reuniões e análises sobre variadas possibilidades.

O incêndio na Boate Kiss aconteceu em 27/01/13, causando a morte de 242 pessoas e deixando mais de 600 feridos. Os empresários e sócios da Boate Kiss, Elissandro Callegaro Spohr e Mauro Londero Hoffmann, e os músicos da Banda Gurizada Fandangueira, Marcelo de Jesus dos Santos e Luciano Bonilha Leão, respondem por homicídio simples (242 vezes consumado, pelo número de mortos; e 636 vezes tentado, número de feridos).

Eles serão julgados por um Conselho de Sentença, no Tribunal do Júri, no dia 1º de dezembro de 2021, no 2º Juizado da 1ª Vara do Júri da Comarca de Porto Alegre.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo