Eleições 2010

ESTRATÉGIA. Serra estaria adiando o jogo, para não brigar com Lula. Conseguirá?

É com ela que Serra pretende polarizar, e não com “o cara”. Vai conseguir?
É com ela que Serra pretende polarizar, e não com “o cara”. Vai conseguir?

É. Pode ser. É provável. José Serra será candidato a Presidente da República. Está “condenado” a isso. E até gostaria que Aécio Neves fosse seu vice. Isso, creia, não ocorrerá. Mas, de todo modo, a estratégia do governador paulista, que insiste em adiar o óbvio, sua candidatura à Presidência, se mede pelo fato de não querer polarizar com Luiz Inácio Lula da Silva.

Sentido, faz. O difícil é crer que isso de fato acontecerá. Precisará combinar, antes, “com os russos”. Sobre isso e muito mais, vale a pena ler o que escreve Kennedy Alencar, na seção “Pensata”, publicada na versão online da Folha de São Paulo. A foto é de Roosewelt Pinheiro, da Agência Brasil. Confira:

Serra não quer briga com Lula

No PSDB, há pouquísisma dúvida em relação à candidatura presidencial de José Serra, governador de São Paulo. Ele está condenado a ser candidato. O governador sabe disso. E tem mais: deseja muito ser candidato. Pretende agarrar essa oportunidade com todas as suas forças.

Tende a zero a probabilidade de Serra desistir devido ao fortalecimento político-partidário da virtual candidatura presidencial da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff. Dilma deverá ter o apoio do PMDB e de uma penca de partidos da base de apoio ao governo Lula, o que garantirá o maior tempo de TV e rádio no horário eleitoral gratuito, fase decisiva da disputa presidecial.

Essa história de que Serra poderá amarelar e concorrer a uma tranquila reeleição ao governo de São Paulo tem um objetivo. Ajudar o governador a comprar tempo. E ele está taticamente certo. Serra vende uma indecisão que não corresponde aos acertos políticos já feitos nos bastidores com o seu próprio partido e os aliados DEM e PPS…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

SUGESTÃO ADICIONAL – confira aqui, se desejar, também outros artigos de Kennedy Alencar, na seção “Pensata”, da versão online da Folha de São Paulo.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

2 Comentários

  1. Este entreguista está adiando, e talvez nem concorra, com medo de prder para uma mulher que,com certeza, será muito melhor presidente que ele, pois não tem o hábito entreguista do PSDB que,com certeza, se chegar ao poder de novo, irá entregar de graça, aos estrangeiros, as nossas riquezas que conseguimos manter, apesar do esforço do seu correligionário FHC. Basta ver a movimentação desta turba em função da cpi da Petrobrás e, no congresso querendo entregar para as Multi o Pré- Sal.. Não podemos nos entregar para estes entreguistas outra vez..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo