CrônicaCulturaSanta Maria

VAMOS PARTICIPAR. Máucio pede ajuda para elaborar o “Dicionário de Santa-mariês”

“Fui fazendo um levantamento memorial e cheguei a algumas palavras e expressões: Primeira Quadra, Taperinha, Buraco do Behr. Isso me deu ânimo para continuar, mas logo compreendi: vou precisar da ajuda de amigos. Vou democratizar a pesquisa, tal como fez o mestre Fischer. Falei a dois ou três amigos, que contribuíram com uma ou outra coisa. A lista aumentou um pouco, mas não ao ponto de formar um inventário.

Bãi!!! foi uma descoberta bem significativa. Conforme testemunho de várias pessoas, é um termo típico de Santa Maria, seria uma variante de Bah, que por sua vez, é uma ¨contração¨ de Barbaridade.

Boi Morto, Farrezão, Bom-Bril, nome popular do Centro de Atividades Múltiplas, são outros exemplos de vocabulário próprio do Coração do Rio Grande.

Tem outras expressões que são ainda mais curiosas:…”

CLIQUE AQUI para ler a íntegra da crônica “Dicionário de Santa-mariês”, de Máucio, colaborador semanal deste sítio. O texto foi publicado há instantes, na seção “Artigos”. Máucio (Mario Lúcio Bonotto Rodrigues) é cartunista e professor de design no Curso de Desenho Industrial/ CAL- UFSM.  É Bacharel em Comunicação Visual/ UFSM e Mestre em Comunicação/ UFRGS.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo