ColunaObservatório

COLUNA OBSERVATÓRIO. Cúpulas anglicana e católica em busca da paz em Santa Maria

Por JOSÉ MAURO BATISTA

As relações entre católicos e anglicanos já foram melhores em Santa Maria. Há não muito tempo, a Igreja Católica cedeu seu templo maior para a vizinha da Avenida Rio Branco para cerimônia da co-irmã. Consta que atualmente há um suposto estremecimento na política de reaproximação das duas igrejas em prejuízo do ecumenismo. Por conta de provável mal-entendido, que certamente será superado, os líderes das duas religiões confirmarão ato de sagração episcopal previsto para março, na Catedral Diocesana. Até porque boa parte dos convites já foi distribuída.

Em tempo: O fato envolvendo católicos e anglicanos ganhou repercussão internacional nas duas igrejas. Na tentativa de aparar arestas, dom Hélio Adelar Rubert, chefe da Igreja Católica local, terá um encontro, neste domingo, em Santa Maria, com o bispo nacional da Igreja Anglicana, dom Maurício Andrade. Ele virá ao município a convite de dom Hélio. O suposto “veto” ao empréstimo da Catedral Diocesana não seria uma posição municipal ou regional, mas nacional. Explicando melhor: a cúpula católica no Brasil não estaria de acordo com certo liberalismo dos anglicanos nos Estados Unidos.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo