ConsumidorEconomiaJudiciário

OLHA A ESPERTA! Telefônica Vivo tirou R$ 3 de um cliente. Agora pagará R$ 11 mil

A história é exemplar. Tanto no que toca ao péssimo atendimento de uma companhia telefônica, que não dá a mínima para o consumidor; quanto no que se refere ao Judiciário, que decidiu em favor do cliente da Telefônica Vivo, em sentença sobre a qual já não cabe mais recurso.

E mostra quanto a esperteza (afinal, a maioria não reclama mesmo, pensam as empresas que negligenciam os clientes) pode sair cara. A história, contada com exclusividade pelo Espaço Vital, o ótimo sítio especializado em questões jurídicas, conta como o que seria uma continha de R$ 3 virou uma contona de R$ 11 mil. E também dá guarida ao necessário elogio a um consumidor – por sinal, gaúcho – que não desiste de ver seu direito garantido. Confira você mesmo, a seguir:

Quando a sanha por 3 reais vira desembolso de 11 mil

A empresa de telefonia móvel Vivo S.A. desembolsará R$ 11 mil por bloquear e zerar um crédito de R$ 3,13 de um cliente seu que utilizava serviços na modalidade pré-paga.  A decisão final é do 5º Grupo Cível do TJRS, que, ao julgar embargos infringentes, oferece importante precedente para outros casos semelhantes em que consumidores são prejudicados pela sanha do lucro fácil de grandes empresas que atuam no mercado de massa.

A ação teve origem na 5ª vara Cível de Passo Fundo (RS), onde o advogado Valter Tadeu Gonçalves Vieira, que é idoso, atuando em causa própria, narrou que – sendo cliente da Vivo há dez anos e utilizando dois canais de telefonia celular daquela empresa – dispunha de um crédito de R$ 3,13 da modalidade pré-paga. O crédito, porém,  foi bloqueado e, quando da recarga, foi suprimido pela companhia.

O autor fez diversas ligações telefônicas à Vivo para pedir a devolução do seu crédito, chegando a gerar dezesseis protocolos de atendimento, sem solução do problema…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo