EconomiaNegócios

AUTOMÓVEIS. Carlos Costabeber e o “canhonaço” de Dilma Rousseff nos asiáticos

“…Afinal, estava na hora de sair em defesa da indústria nacional, penalizada por uma taxa de câmbio desfavorável, carga tributária absurda, encargos sobre as folhas de pagamento muito elevadas, e um “Custo Brasil” que vem impedindo um melhor desempenho das exportações brasileiras.

Mas a indústria nacional também vem cometendo erros estratégicos nos últimos anos.

O principal, foi focar na produção de carros populares, com baixa potência, pouca tecnologia embarcada e que não são atrativos no mercado externo.

Também, favorecidas pela produção na Argentina e no México, as montadoras aqui instaladas passaram a trazer desses dois países modelos mais modernos, potentes, de médio e grande porte, e com tecnologia embarcada de ponta…”

CLIQUE AQUI para ler a íntegra do artigo “Canhonaço nos asiáticos, do colaborador semanal deste site, Carlos Costabeber. Graduado em Administração e Ciências Contábeis pela UFSM (instituição da qual é professor aposentado), com mestrado pela Fundação Getúlio Vargas em São Paulo, com especialização em Qualidade Total no Japão e Estados Unidos. Presidiu a Cacism, a Câmara de Dirigentes Lojistas e a Associação Brasileira de Distribuidores Ford. É diretor da Superauto e do Consórcio Conesul.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo