Câmara de VereadoresSanta MariaTragédia

NÃO CUSTA LEMBRAR. Familiares se vão da CPI

kiss seloConfira a seguir trecho da nota publicada na noite de 7 de junho de 2013, sexta:

TRAGÉDIA. Familiares das vítimas da Kiss deixam aquela que está fadada a ser a “pior CPI do Brasil”

Objetivamente: os familiares das vítimas e sobreviventes da tragédia de 27 de janeiro se deram conta, finalmente, embora já não tivessem muita esperança, que a CPI da Kiss, formada integralmente por governistas, “não quer descobrir a verdade sobre os fatos envolvendo a concessão de alvarás e licenças municipais à Boate Kiss”. E assim age por temer “eventual comprovação de ato ilícito praticado por alguém no âmbito da administração municipal”.

Não poderia haver razão maior para que a Associação que representa os interesses dos familiares desse tchau para a Comissão que, até as pedras sabem, não foi criada exatamente para investigar, ao contrário do que indica seu nome…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI                                                            

PASSADO EXATAMENTE UM ANO da publicação da nota, cá entre nós, até que demorou para os familiares perderem a fé. Ou, claro, para deixarem isso claro, em relação à CPI que nascera exatamente para isso, isto é, para dar em nada.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo