ColunaObservatório

OBSERVATÓRIO. Picada do Pinhal, Estrada do Perau

Isso é história!

Janeiro de 1840 (data indeterminada) – É aberta ao trânsito público a Picada do Pinhal, por ordem do governo republicano, o que veio encurtar cinco léguas o caminho entre Santa Maria e Cruz Alta, que antes era somente pela Picada de São Martinho. Trata-se da antiga estrada de Santa Maria a Pinhal, passando pelo Campestre do Menino deus, hoje Itaara, pouco utilizada. O uso da Picada do Pinhal foi a causa mais remota da decadência de São Martinho.

10 de junho de 1840 – Uma força imperial, sob o comando do Maj. José Vitor de Oliveira Pinto, toma Cachoeira e põe fim ao domínio farroupilha no município. No dia seguinte, o Maj. Pinto manda queimar em praça pública os papeis da administração pública farrapa, privando a História de valiosos documentos relativos a Cachoeira e seus distritos, incluindo Santa Maria, que continuará ora em poder dos imperiais, ora dos farroupilhas, até o final da Revolução.”

(Da terceira edição do livro “Cronologia Histórica de Santa Maria e do extinto município de São Martinho”, de Romeu Beltrão)

 

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo