Artigos

Os buracos de Santa Maria ganharam um alento. Mas o crematório deu uma parada – Por Luiz Roese

Estão voltando as operações “tapa buracos”. E são, diga-se, algo que está sobrando em Santa Maria (foto Divulgação)
Estão voltando as operações “tapa buracos”. E são, diga-se, algo que está sobrando em Santa Maria (foto Divulgação)

Da semana passada para esta, os buracos de Santa Maria, mencionados nesta coluna (AQUI), ganharam um alento.

A primeira notícia boa é que a Petrobras está retomando o fornecimento de cimento asfáltico, interrompido desde abril. Essa escassez provocou a interrupção das obras de recuperação das ruas, o que deve normalizar agora. E o problema não afetou somente Santa Maria, mas muitas outras cidades do Estado.

Outro sinal positivo vem da abertura de duas licitações pela prefeitura de Santa Maria para o registro de preços para “serviços de execução e recuperação de pavimentação de vias e passeios públicos” e para “concreto usinado”. O primeiro terá a abertura das propostas em 7 de julho, e o segundo, em 14 de junho.

Na modalidade de Registro de Preços, os fornecedores que ganham a licitação apresentam propostas que ficam registradas em ata, e eles ficam compromissados a fornecer o bem ou o serviço para o contratante por um determinado período. No caso das duas licitações da prefeitura, o prazo de compromisso da empresa com preço e fornecimento é de 60 dias. Ou seja, permito-me imaginar que o Município vai aproveitar esse tempo para contratar o que está na licitação. Sendo assim, parte dos buracos da Boca do Monte deve sumir até setembro.

roese decisão juizaLicitação de cemitérios parou

Por outro lado, a licitação para administrar os cemitérios Parque Santa Rita de Cássia e São José e implantar um crematório deu uma parada, depois que a juíza Eloisa Helena Hernandez de Hernandez, da 1ª Vara Cível Especializada em Fazenda Pública de Santa Maria, acolheu o pedido liminar da Cortel Implantação e Administração de Cemitérios e Crematórios e suspendeu a licitação (confira um excerto da decisão, na imagem acima). A Cortel ingressou na Justiça por contestar sua desclassificação no certame.

Com isso, a L.Formolo, que já havia sido apontada como vencedora, como foi noticiado AQUI, e estava só pela assinatura do contrato com a prefeitura, agora está em situação indefinida, aguardando o julgamento do mérito da ação.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo