CRÔNICA. Pylla Kroth e uma estrela em São Paulo

CRÔNICA. Pylla Kroth e uma estrela em São Paulo

CRÔNICA. Pylla Kroth e uma estrela em São Paulo - pylla-chamada“…Era o Memorial 17 de Julho, local do acidente do voo TAM JJ3054 em 2007. Senti ali a forte sensação de espíritos presentes enquanto me encaminhava em direção àquela árvore, que depois fui informado que foi a única coisa viva a sobreviver ao lago de fogo que chegou a absurda temperatura de 1500 °C após a colisão.

Abaixei a cabeça e ali exatamente onde parei estava gravado, ao lado de 198 outros nomes de vítimas, o nome de Richard Salles Canfield. Neste momento, por coincidência, o céu nublado se abriu e o sol se mostrou imponente em toda sua glória…”

CLIQUE AQUI para ler a íntegra da crônica “Estrelas”, de Pylla Kroth. O autor  é considerado dinossauro do Rock de Santa Maria e um ícone local do gênero no qual está há mais de 34 anos, desde a Banda Thanos, que foi a primeira do gênero heavy metal na cidade, no início dos anos 80. O grande marco da carreira de Pylla foi sua atuação como vocalista da Banda Fuga, de 1987 a 1996. Atualmente, sua banda é a Pylla C14. Pylla Kroth escreve semanalmente neste espaço.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *