RETROSPECTIVA 2018. O vai-e-vem da mídia e saída de graúdos na Gaúcha, a quarta nota mais lida do ano

RETROSPECTIVA 2018. O vai-e-vem da mídia e saída de graúdos na Gaúcha, a quarta nota mais lida do ano

RETROSPECTIVA 2018. O vai-e-vem da mídia e saída de graúdos na Gaúcha, a quarta nota mais lida do ano - retrôFoi um ano agitado no jornalismo gaúcho. E com um naco dessa movimentação no rádio esportivo. Veja-se o Sala de Redação, da Rádio Gaúcha. No início de janeiro, anunciou-se a saída de dois integrantes graúdos e também a dispensa de um repórter antigo da casa (não do “Sala”). Na contrapartida, houve a chegada de dois nomes, em substituição. Passado o ano, nenhum dos cinco está lá e já há novidades, no mesmo programa. Enfim…

Ah, foi um grande reboliço entre os leitores a notícia, publicada na madrugada de 20 de janeiro, um sábado, sobre a saída de Boaz, Cacalo e Castiel. Tanto que a nota acabou por se transformar na quarta mais acessada do ano, no www.claudemirpereira.com.br. E você, por sinal, pode relê-la a seguir:

IMPRENSA. Sérgio Boaz, Cacalo e Zé Victor Castiel deixam a Rádio Gaúcha. Eduarda Streb retorna

RETROSPECTIVA 2018. O vai-e-vem da mídia e saída de graúdos na Gaúcha, a quarta nota mais lida do ano - retro-4Por Coletiva.net

A rádio Gaúcha não conta mais com a voz de Sérgio Boaz (foto ao lado), que deixou o Grupo RBS nesta sexta-feira, após 31 anos de casa. Também não estão mais na emissora os comunicadores Cacalo e Zé Victor Castiel, que participavam do Sala de Redação há 16 e três anos, respectivamente. A empresa de mídia também confirmou a saída de Edu 001, que integrava a atração esportiva. As mudanças na rádio serão anunciadas na próxima segunda-feira, 22, em evento no Gaúcha Sports Bar.

Em entrevista exclusiva ao Coletiva.net, Boaz disse estar surpreso com a decisão da empresa. “Não esperava, no entanto não tenho do que reclamar da direção da RBS, que sempre me tratou com respeito e consideração”, falou, e acrescentou que “só fez boas amizades ao longo deste período”. Sem planos para um futuro próximo, disse que precisa, primeiro, “organizar as ideias”.

À reportagem, Zé Victor contou que segue no Grupo RBS, onde passará a assinar uma coluna no Segundo Caderno de Zero Hora. “Embora gostasse muito do Sala, eu comecei a me sentir um pouco perdido, uma vez que não sou um grande entendedor de futebol. Sou um torcedor”, explicou, e mencionou que está muito feliz em estrear no caderno de cultura do impresso.

Cacalo, por sua vez, informou o portal que ainda não definiu se continuará a escrever para o Diário Gaúcho, no qual assina uma coluna há 17 anos. “A vida é feita de ciclos e uma hora eles se encerram. Faz parte”, falou. Ele também ressaltou que não tem reclamações sobre a empresa.

Na nova fase do programa, assumirão Eduarda Streb, que fará as vezes de torcedora colorada, e Eduardo Bueno, o Peninha, que será comentarista.”

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *