Destaque

CÂMARA. Vereadores já debatem eleição da Mesa. Confira quem pode definir pleito de 31 de dezembro

Mesa Diretora do Parlamento municipal eleita no final do ano passado. Próxima composição será conhecida no dia 31 de dezembro

Por MAIQUEL ROSAURO (com foto de Taísa Medeiros/AICV), da Equipe do Site

A nova eleição da Mesa Diretora do Legislativo de Santa Maria acontecerá apenas no dia 31 de dezembro, quando ocorre a última sessão do ano. Porém, nos bastidores o assunto já é tratado entre os parlamentares.

Conforme uma das lideranças da Câmara, ocorre neste momento uma espécie de ‘pescaria’ na qual os edis tentam ‘pescar’ entre os colegas suas intenções para a votação.

Hoje, a base do governo Jorge Pozzobom (PSDB) é maioria na Casa com onze parlamentares, enquanto a oposição tem dez. Ou seja, basta um virar a casaca no último dia do ano para mudar o controle do jogo em 2020.

Quando a atual Legislatura teve início, em 2017, sob o comando de Admar Pozzobom (PSDB), a oposição contava com apenas cinco membros: os petistas Celita da Silva, Daniel Diniz, Luciano Guerra e Valdir Oliveira, além de Jorge Trindade – Jorjão (Rede).

No fim daquele ano, o governo foi surpreendido com a dissidência de seis parlamentares: Adelar Vargas – Bolinha (MDB), Alexandre Vargas (PRB), Deili Silva (PTB), Leopoldo Ochulaki – Alemão do Gás (PSB), Marion Mortari (PTB) e Ovídio Mayer (PTB). Somados aos cinco votos da oposição, o vereador do PRB – hoje Republicanos – foi eleito presidente para o ano de 2018.

O governo Pozzobom deu o troco em dezembro passado, quando repatriou Alemão do Gás, elegendo Cida Brizola (PP) à presidência.

Votação em aberto

O Site apurou que a próxima votação da Mesa Diretora, a última da atual Legislatura, está em aberto. O pleito de dezembro deverá sofrer influência da conjuntura que está se formando para 2020.

Aos vencedores caberá o controle do Legislativo em um ano eleitoral e a nomeação de 16 cargos de confiança (CCs) no Parlamento. Se o governo vencer a eleição, manterá o status quo. Se a oposição virar o jogo, as críticas à Administração Municipal ganharão caráter institucional.

Abaixo, confira lista com alguns parlamentares apontados nos bastidores como determinantes para o resultado da próxima eleição da Mesa Diretora.

Ovídio Mayer (PTB)

Cortejado pelo Progressistas, há expectativa sobre a forma como o petebista votará. Ovídio se manterá fiel ao bloco oposicionista ou adiantará sua aproximação ao PP votando com o governo?

Cida Brizola (PP) e Vanderlei Araujo (PP)

O Progressistas sonha em lançar o atual vice-prefeito Sérgio Cechin (PP) como pré-candidato ao Executivo. Um rompimento com a base no governo na eleição da Mesa Diretora seria um forte recado rumo a 2020.

Adelar Vargas – Bolinha (MDB)

Unificar a bancada do MDB no Parlamento é um dos objetivos da presidente municipal da sigla, Magali Marques da Rocha (AQUI). Isso significa trazer Bolinha novamente para o lado governista no Legislativo.

João Ricardo Vargas (PSDB)

Descontente com os rumos do governo Eduardo Leite (PSDB), o coronel está com um pé fora do PSDB e cogita ingressar em outra sigla em março (AQUI). Mas será que também está disposto a deixar a base do governo Pozzobom?

Luci Duartes – Tia da Moto (PDT)

O PDT é oposição a Pozzobom, mas a vereadora faz parte da base do governo na Câmara desde o início da gestão. Este ano, porém, a relação sofre desgaste. Em abril, a bancada abriu mão de votar unida à moção de Luci contra o projeto de ensino domiciliar – João Kaus (MDB) e André Domingues – Deco (PSDB) votaram contra; em junho, ela abandonou uma comissão especial após desavença com Kaus (AQUI); e, no mês passado, a pedetista se revoltou com as declarações do prefeito em um templo religioso (AQUI).

Leopoldo Ochulaki – Alemão do Gás (PSB)

Entre todos os 21 vereadores, é o que mais tem a perder com a nova eleição da Mesa Diretora. No último pleito, disse que votou “pela comunidade de Santa Maria” (AQUI). Desde então, já se passaram quase dez meses e ainda não está claro como o município se beneficiou. Alemão, por outro lado, foi recompensado com três cargos de confiança na Mesa (AQUI) e outros tantos no Executivo (incluindo uma vaga para a filha de sua chefe de gabinete AQUI).

 

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo