JudiciárioRegiãoTecnologia

REGIÃO. Nova Palma na Justiça contra serviço ruim de telefonia celular ‘prestado’ pela concessionária Vivo

Advogado Ditmar Strahl: “população nova-palmense sofre com a falha do serviço da Vivo e o seu quase não funcionamento”

Já foi protocolada na comarca de Faxinal do Soturno, ação civil pública impetrada pelo município de Nova Palma, através dos advogados Ditmar Strahl e Maria Isabel Bezerra Branchi.

A ação jurídica, que implicaria em ressarcimento por danos morais coletivos, tem como alvo a concessionária de telefonia móvel Vivo. As razões são, como diz a ação e confirmou o advogado ao site, o “sofrimento da população nova-palmense com a falha do serviço e o seu quase não funcionamento” há muito tempo. E mais, como dá conta o profissional, por não ter havido solução, não obstante “todas as tentativas no campo administrativo.

A ação busca defender os direitos de toda a comunidade, especialmente os contratantes da telefonia móvel da Vivo. Além do que, como exemplos, o telefone não funciona em lugares significativos entre os quais a prefeitura, coorperativa e bancos da cidade. O serviço ficou pior, constata Strahl, assim que a a Vivo implantou a tecnologia 3G em Nova Palma.
Na ação que começa a tramitar, o município de está informando sobre falhas na prestação do serviço (mesmo que seja cobrado como se fosse integral e correto), dificuldade também no uso de dados digitais e impossibilidade de usso das linhas em lugares estratégicos.

Da mesma forma, o pleito judicial está escorado numa manifestação dos cidadãos nova-palmenses, através de um alentado abaixo-assinado.

Há, na ação, por fim, um pedido de antecipação de tutela (liminar), para que a concessionária faça a manutenção do serviço e cobre apenas metade do valor, afora colocar o dobro de créditos na modalidade pré-paga, até que os problemas tenham resolução plena.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo