Artigos

Solidariedade, empatia, amor, gratidão, carinho, perseverança, Santa Maria – por Valdeci Oliveira

Texto homenagem do autor aos 163 anos da cidade, na próxima segunda, 17

Na próxima segunda-feira, o coração do nosso Rio Grande pulsará mais forte, principalmente no peito das mulheres e homens que fazem Santa Maria ser referência na Região Central, que a dignificam, que a tornam acolhedora e hospitaleira, que fazem com que ela produza conhecimento, seja democrática, lutadora, inclusiva. Na próxima segunda-feira, dia 17 de maio, esses e outros predicados que qualificam nossa querida cidade estarão ainda mais fortemente evidentes pela passagem dos 163 anos desta senhora que acolhe quem quer que seja, que permite a seus filhos sonharem e caminharem em busca dos seus anseios. Esta senhora que, assim como a milhares de outros e outras, permitiu a mim crescer como indivíduo e me ensinou muita coisa dessa vida, por mais que esta pareça por vezes um turbilhão, algo fora de prumo ou mesmo desgovernada.

Como a muitos outros e outras, Santa Maria possibilitou a mim entender os processos que compõem a construção da cidadania, de compreender que as diferenças sociais não nos foram impostas por ordem divina ou tampouco brotaram do solo, mas que existem a partir de mecanismos criados pelas mãos e ações dos próprios seres humanos. Esta senhora me oportunizou deixar a lavoura em Dilermando Aguiar e estudar, ser comerciário nas Casas Jaraguá, metalúrgico de chão de fábrica, militante sindical e dos movimentos sociais, assim como vereador, prefeito, deputado federal e estadual. Com seus ensinamentos, me oportunizou a chance de dar um teto digno à minha família lá na Cohab Tancredo Neves, fez com que até hoje eu caminhe de cabeça erguida por suas ruas e tenha um imenso orgulho e carinho por ser considerado um filho desta terra.

Aprendi com ela que valores como solidariedade e diálogo, tão caros quanto necessários, devem sempre andar juntos. E que não basta termos um discurso se este não vier acompanhado da prática. Também aprendi que, como prefeito por 8 anos, administrar uma cidade é certamente o melhor lugar para se atuar na política, pois temos a oportunidade de execução concreta das transformações que precisam ser feitas. Mas também é o mais desafiador, tamanho é o volume de demandas e escassez de recursos necessários para atendê-las. Na Prefeitura, aprendi a controlar a ansiedade que toma conta daqueles que sabem dos problemas e querem resolvê-los o quanto antes, pois disso depende a vida de muita gente, principalmente aquelas das camadas socialmente mais vulneráveis.

Santa Maria me conheceu jovem, viu me tornar pai e avô. E neste processo todo presenciou também os meus medos e angústias, erros e acertos, certezas, dúvidas e toda minha indignação frente às injustiças. Ela me conhece talvez até mais do que eu próprio. Essa jovem senhora acompanha meus passos há mais de 50 anos, sabe onde piso, o que desejo, me proporciona saudosas lembranças, muitas alegrias e me oferece forças para enfrentar as inerentes tristezas da vida, os momentos de fracassos e o chão que assegura minhas vitórias.

E por tudo isso, assim como por sua história, tenho certeza de que juntos, mesmo com as inúmeras e profundas diferenças que ainda temos de superar enquanto sociedade, vamos, com vacinas para todos e renda emergencial para quem mais precisa, vencer o atual momento que vivemos por conta da pandemia. E o faremos justamente unindo tudo aquilo que Santa Maria sempre proporcionou a quem aqui estivesse: solidariedade, empatia, amor, gratidão, carinho e perseverança. Pois, se tem algo que aprendemos com ela, foi nunca desistir, deixar alguém pelo caminho ou olhar para o lado oposto dos dramas ou problemas.

Santa Maria é como aquela mãe cujo coração é grande o bastante para acolher quem precisa. E pode ser enérgica ou carinhosa, dependendo da exigência do momento. Mas nunca será indiferente, pois tem um povo que sabe ouvir, que busca participar das suas decisões, construir juntos as transformações, crescer.

Parabéns Santa Maria da Boca do Monte. E que, no próximo ano, possamos comemorar seu aniversário irmanados, em praça pública, em voz alta, com abraços firmes e fortes e com aquela fraternidade característica dessa terra. Essa é uma caminhada de esperança que, prometo, faremos contigo, lado a lado.

(*) Valdeci Oliveira, que escreve sempre as sextas-feiras, é deputado estadual pelo PT e foi vereador, deputado federal e prefeito de Santa Maria. Também é 1º Secretário da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa e Coordenador da Frente Parlamentar em Defesa da Duplicação da RSC-287.

Observação do Editor: a foto que ilustra este artigo é uma reprodução da internet

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo