Artigos

A Região Central cresce junto com as nossas rodovias – por Roberto Fantinel

O articulista, as estradas e a produção, no Dia do Colono e do Motorista

Olhar para o futuro é buscar o progresso e o desenvolvimento da nossa população. É através da agricultura que o estado se fortalece e a força do agronegócio tem mantido nossa economia gaúcha forte e próspera, principalmente nestes tempos tão difíceis em que os altos índices de desemprego preocupam os gaúchos.

Como Deputado Estadual e principalmente como filho de colonos agricultores, posso dizer com o coração aberto que entendo que o desenvolvimento passa, literalmente, pelas nossas estradas através dos caminhoneiros que transportam o sustento de alimentos cultivados nesta terra. Por isso, nossas estradas precisam ser seguras, eficientes e adequadas à necessidade de seus usuários.

Nesta última semana, celebramos a assinatura da duplicação da RSC-287, principal ligação entre a Região Metropolitana e o centro do Estado, incluindo Santa Maria, Santa Cruz do Sul e outros dez municípios diretamente. Um contrato de concessão da rodovia, que prevê R$ 2,7 bilhões em investimentos pelos próximos 30 anos, incluindo a duplicação de mais de 200 quilômetros de extensão nos dois sentidos de fluxo.

Um bom motivo para celebrar após quase vinte décadas de espera. Agora, podemos garantir qualidade de vida e segurança para os milhares de gaúchos que trafegam pelas nossas rodovias, ao mesmo tempo, também criamos oportunidades de geração de empregos.

Destaco aqui a importância da união da nossa população, incansável na solicitação destas medidas, para beneficiar a todos. Esta assinatura representa o desenvolvimento, com o olhar para a nossa região central que cresce pujante e obstinada.

Aproveito esta oportunidade para desde já compartilhar a felicidade de uma data que se aproxima: Dia do Colono e Motorista.

Profissões que são essenciais em nossas vidas. O colono que da agricultura semeia o sustento de sua casa e a garantia do alimento na mesa de cada família e o caminhoneiro transporta nossas riquezas vencendo as dificuldades, ambos com trabalho e perseverança.

A estes nobres trabalhadores o meu reconhecimento a estas mãos que plantam e guiam o nosso sustento.

(*) Roberto Fantinel é deputado estadual pelo MDB. Oriundo de Dona Francisca, onde foi vereador, é ex-presidente da Juventude do MDB/RS, integrante do Diretório Municipal do MDB/SM e ex-assessor do governo gaúcho, na gestão de José Ivo Sartori. Ele escreve no site, semanalmente, aos sábados.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Governar é abrir estradas já dizia Washington Luis. Em 1920. Dá para notar que a politica evoluiu bastante.
    Enquanto isto empresarios criam movimento contra pedagio na RS-118. Talvez queiram que outros paguem a conta. Bom ficar de olho.
    Sim, o colono é um ser imaculado, não usa agrotoxico do jeito que Deus fez a mandioca e nem derruba cercas para plantar na faixa de dominio. Politico mesozoico é dose.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo