DestaqueSanta Maria

CÂMARA. Discussão entre dois parlamentares teve novos capítulos nas sessões plenárias da semana

Maria Rita Py Dutra disse que não ocorreu ‘violência’ contra edil progressista

Roberta Pereira Leitão usou símbolo da violência doméstica e familiar contra a mulher para protestar (Foto Câmara/Divulgação)

Por Maiquel Rosauro

Na semana passada, a vereadora Roberta Pereira Leitão (PP) passou mal após uma crise respiratória e desmaiou. Ela alega que o fato se desencadeou devido a uma discussão com o vereador Ricardo Blattes (PT), o que gerou notas públicas de PP e PT (AQUI). Esta semana, o caso gerou novos capítulos com manifestações na tribuna.

Na terça-feira (16), Roberta iniciou seu discurso com um esparadrapo na boca e “x” vermelho desenhado na palma da mão, símbolo da violência doméstica e familiar contra a mulher. Ela ficou em silêncio, com o braço estendido, por alguns segundos até iniciar seu discurso.

A “mordaça”, segundo a vereadora, era porque ela teria sido impedida de falar na tribuna na sessão anterior (faltou quórum mínimo de sete parlamentares e a sessão foi encerrada). Já o “x” remeteria à discussão com Blattes na reunião extraordinária da Comissão de Orçamento e Finanças (COF).

“Sem perguntar por que eu não estava fazendo o uso de máscaras, aos gritos, já de uma forma intimidadora, já de uma forma agressiva, (Blattes) disse que não ficaria numa sala com pessoas não vacinadas e sem uso de máscaras e que eu estaria, sim, colocando a vida de todos em risco”, relatou Roberta.

Ela também afirmou que faltou a Blattes empatia, respeito, decoro, ética e que sua atitude foi machista e sexista. Roberta afirmou que foi constrangida a usar máscara, agredida verbalmente e que seu sobrenome foi usado de forma pejorativa pelo petista.

Assista ao discurso na íntegra:

O assunto voltou à tribuna na sessão de quinta (18) com a vereadora Maria Rita Py Dutra (PCdoB), que acompanhou a fatídica discussão na COF. Ela relatou todo o acontecido, disse que ficou muito nervosa com a situação e que, logo após o desmaio da progressista, Blattes correu atrás de ambulância. A comunista refutou a possibilidade de violência como simbolizou Roberta na tribuna.

“Não houve violência doméstica, o que houve foi uma disputa de poder e um debate em função de uma máscara”, disse Maria Rita.

A parlamentar também afirmou que se sentiu envergonhada com a confusão de conceitos apresentados na sessão de terça por Roberta. Ele reafirmou que não ocorreu um caso de violência contra a mulher.

Confira na íntegra o discurso de Maria Rita:

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

4 Comentários

  1. Que “chinelagem” tá essa câmara de vereadores. O Presidente da casa, diz pra um vereador, “te pego lá fora”, mais especificamente na garagem, agora uma irresponsável alega “violência doméstica”…kkkk…e desmaia pra não usar máscara. Um pirulito de chuchu de presente pra quem adivinhar de que matiz ideológica são estes dois mentecaptos.

  2. Trabalho útil no Casarão que é bom nada. Maria Py Dutra é ‘time Blattes’. Obvio. Blattes procura, uma hora encontra. Diz que na Sala Vermelha do Diario Vermelho fala grosso (mulher também, segundo episódio), ameaça levantar e sair. Para o estacionamento não vai. Capivara está crescendo. Esquerda escandalizar-se-á. Rirei muito. Vereadora? Depois do banho de alcool se espera qualquer coisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo