AssembleiaCâmara de VereadoresCulturaEconomiaEducaçãoEstadoJudiciárioSupremoTrabalho

LUNETA ELETRÔNICA. Requerimentos de edis, ministro do STF, Mínimo Regional, feira do livro usado

* Entre as 49 proposições apresentadas, conforme o Boletim Legislativo da sessão desta terça-feira, da Câmara de Vereadores, mais de 40 são requerimentos.

* E dos quatro projetos, três têm como origem o Poder Executivo. O do Legislativo é de Marion Mortari – que quer tratamento diferenciado para doadores de sangue.

* O pepista pretende privilegiar os doadores no atendimento em estabelecimentos comerciais, supermercados, bancos e eventos culturais e lotéricas.

* Já os requerimentos, como sempre, na maior parte são de governistas. E pedem serviços que, cá entre nós, poderiam ser resolvidos num telefonema.

* Mas isso, claro, se os edis da base do governo influenciassem alguma coisa na prefeitura. Não parece ser o caso.

* A partir desta quinta-feira, o Supremo Tribunal Federal terá, mais uma vez, o time completo. Assume Luiz Fux, o 11° ministro, nomeado por Dilma e aprovado pelo Senado,.

* O STF, a maior instância judiciária do País, está desfalcado desde agosto do ano passado, quando se aposentou o ministro Eros Grau.

* Para a platéia. É o jogo do DEM, que define nesta terça, na Câmara dos Deputados, a sua proposta para a tabela de Imposto de Renda. Quer que a correção seja de 6%, e não os 4,5% do governo.  

* Até as pedras sabem que não há chance de aprovação. Mas, enfim, isso também é fazer política. O que o DEM está tentando fazer.

* Pauta de votações na semana, na Assembleia Legislativa, será definida em reunião dos líderes partidários, no final da manhã desta terça.

* Com certeza, não será apreciado antes do carnaval a projeto de lei do Executivo, que fixa o novo Salário Mínimo Regional.

* A proposta, anunciada na semana passada, foi protocolada nesta segunda-feira, e confirma os novos valores para as quatro faixas em que se divide o piso regional.

* São, respectivamente, R$ 610 (para empregados domésticos, entre outras categorias), R$ 624,05 (calçadistas e vendedores de jornais, entre outros), R$ 638,20 (incluindo comerciários), e R$ 663,40 (metalúrgicos e gráficos se colocam nessa faixa).

* O reajuste proposto pelo governo, e que deve vigorar em maio, após aprovação pela Assembleia, é de 11,6%.

* Para fechar, cultura. A partir desta terça, e até sexta, acontece, na Biblioteca Pública Municipal, uma edição especial da Feira do Livro Usado e Brechó Bazar do Baú do Livro.

* É a sexta edição do evento, que proporciona, bem a propósito do retorno às aulas, a chance de compra de livros didáticos, técnicos, literatura nacional e estrangeira e polígrafos para o vestibular, além de revistas.

* A Feira acontece das 9 da manhã às 2 da tarde, no hall de entrada do prédio, na avenida Presidente Vargas.

* Diz a coordenadora Rosangela Rechia, em material produzido pela Coordenadoria de Comunicação Social da prefeitura: “se a pessoa quiser pagar R$ por um livro, nós aceitamos. A vontade é fomentar a arte literária e o hábito de ler”.

* Eis uma boa iniciativa e que permite, como diz Rosangela, a atualização da Biblioteca, com a compra de livros novos usando o valor arrecadado na Feira.

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo