ColunaObservatório

COLUNA OBSERVATÓRIO. Faltam mulheres candidatas à Câmara. E esse problema, nos partidos, não é apenas feminino. Como?

Não é problema menor, podem garantir os dirigentes partidários que quebram a cabeça para encontrar mulheres que concorram à vereança. Tudo se deve a mudança que não é nada sutil, na legislação eleitoral.

Explica-se. Até o último pleito, a cota de 30% reservada à porção feminina era calculada sobre o número de vagas. Agora, percentual é contado sobre o número de candidatos. Isso faz grande diferença.

Tome-se o número de vagas disponíveis para cada partido ou coligação. O máximo é 42. Antes, eram reservadas 13 às mulheres, e garantidas as demais 29 para homens. O máximo que ocorria era não alcançar a cota feminina, mas a masculina era preenchida.

Agora, é beeem diferente. Os partidos/alianças são obrigados a ter 13 candidatas – se quiserem manter as 29 vagas para os homens. Se tiverem, por exemplo, só 10 (e isso numa expectativa otimista) só poderão ter 23 homens – e não os 29, como permitia a regra anterior.

Como, lamentavelmente, a participação feminina ainda não é a desejada, e nem se percebe, nos partidos, com as exceções conhecidas, política oficial de incentivo à militância da mulher, poderemos ter não poucas candidaturas meramente cartoriais. Isto é, inscritas como concorrentes, sem no entanto participar. Péssimo. Mas será isso. Pode apostar.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

4 Comentários

  1. domingo é dia de reveranciarmos as mães, que fazem de tudo para que nada nos falte. O probglema é que nós, os filhos, nos acostumamos tanto com seu cuidados que nem sempre reconhecemos o que eles fazem pela gente; e as vezes as tratando como nossas empregadas. Então, além dos presentes e felicitaçoes, que é costumeiro neste dia, que não esqueçamos de agradecer a elas pelos cuidados e a DEUS, pela mãe maravilhosa que ele nos deu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo