EstadoJudiciárioMinistério PúblicoPolítica

CASO RODIN. Agora, só falta a defesa. Depois, será tudo com o juiz Loraci. Mas dificilmente termina agora

Na verdade, na verdade, na verdade… não termina sequer no próximo ano. Mesmo que o juiz Loraci Flores de Lima, que aguarda a manifestação da defesa dos 32 réus da Operação Rodin – que abalou Santa Maria (e a UFSM em particular) há seis anos e tramita na Justiça Federal desde 2008.

Da sentença do magistrado, seja qual for, caberá (e receberá) recurso para instância superior. Logo, é inimaginável supor que tudo termine em 2014. Mas, de todo modo, assim que receber a última palavra dos réus, por seus defensores, Flores de Lima começará a tratar da sentença, como você confere no material publicado na edição deste sábado, do jornal Diário de Santa Maria. Lá embaixo você também tem um linque para reportagem com o Ministério Público Federal, que entregou sua última palavra no início da semana. A seguir:

Sentença pode não sair este ano

Desde que assumiu o processo da Rodin, em março deste ano, no lugar de Simone Barbisan Fortes, o juiz Loraci Flores de Lima não deu prazo para a conclusão do maior e mais complexo processo da Justiça Federal no Estado. A ação criminal da suposta fraude, que teria desviado R$ 44 milhões do Detran gaúcho, entre 2003 e 2007, está tramitando desde 2008 e contabiliza mais de 56 mil páginas.

Na sexta-feira, ele reafirmou a previsão:– Desde o início do processo, eu insisto sempre em dizer que entendo a angústia de todos. Da imprensa, da defesa, do Ministério Público, de quem quer que seja. Mas o processo tem o seu andamento, que me parece que está regular. Assim que possível, teremos a sentença, mas quando eu não sei – ressaltou o juiz em entrevista à Rádio Gaúcha.

Na quinta-feira, o Ministério Público Federal (MPF) entregou à Justiça um relatório de 3.048 páginas, com suas as alegações finais a respeito do caso e ratificou a convicção de que 32 réus participaram, com maior ou menor escala, da fraude.
PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

PARA LER SOBRE A POSIÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo