ColunaObservatório

OBSERVATÓRIO. Quem foi o “João Alfaiate”?

Isso é história!

 “1830 (a data exata não está determinada) Chega à povoação João Appel, natural da Baviera, Alemanha, apelidado de João Alfaiate, devido à profissão, sendo considerado pelo Dr. Astrogildo de Azevedo como o primeiro alemão a chegar a Santa Maria. Como fora contratado em 1827 na qualidade de merceneiro, tendo servido na Bahia, Pernambuco e Rio de Janeiro, acredito mais ter vindo para cá como integrante do 28º Batalhão de Estrangeiros, em 1828. Montou alfaiataria na esquina das atuais Ruas Dr. Bozano e Serafim Valandro, onde mais tarde esteve a Casa Mergener, com boa freguesia. Depois, abandonou a profissão e abriu casa comercial. Casou-se com Ana Maria de Oliveira, filha de Maximiano José de Oliveira e não de José de Oliveira Santos, como está em Belém (1933. p.72), também sobro do Cel. Valença, de cujo casamento nasceram Maximiano José Appel, João Appel, Leopoldina (esposa do Visconde César de Ferreira Pinto), Guilhermina (esposa de Joaquim Édolo de Carvalho) e Ana (casada com João Alves Valença Junior, o Cazuza, filho do Cel. Valença)”.

(Da terceira edição do livro “Cronologia Histórica de Santa Maria e do extinto município de São Martinho”, de Romeu Beltrão)

 

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo