Caminho Livre

Dusshera – por Bianca Pereira, de Chandigarh, Índia

bianca-aNesta terça-feira (11/10) foi feriado aqui. O chamado Dusshera é um dos maiores festivais Hindus, que celebra a vitória do bem sobre o mal. As celebrações no norte da Índia acontecem com a queima de três bonecos representando os vilões das lendas, Ravana, Meghnath e Kumbhakaran.

O festival começa nove dias antes, com o dia culminando no fim do período de jejum de Navratri, na cultura hindu. Acredita-se que a celebração de Dussehra começou no século 17, quando o rei de Mysore ordenou a comemoração do dia em grande escala.

bi-selo-abreVárias versões da história são contadas. Essas duas são as que eu escutei do pessoal aqui e que achei um pouco mais completas online:

A vitória do Lorde Rama sobre Ravana

Acredita-se que Dusshera marca a vitória do Lorde Rama sobre Ravana, que tinha dez cabeças. Conforme a lenda, Lorde Rama invocou as bênçãos da Deusa Durga para matar o mal-intencionado Rei de Lanka, Ravana. Ele orou e jejuou durante nove dias (coincidindo com as celebrações Navratri). No décimo dia, a Deusa Durga, feliz com a sua devoção, lhe deu o segredo para derrotar Ravana.  Com o conhecimento, ele matou o inimigo e salvou sua esposa, Devi Sita, que havia sido sequestrada.

Vitoria da Deusa Durga sobre Mahisasura

Outra lenda conta que Dusshera é celebrado para marcar a derrota de Mahisasura e a vitória da Deusa Durga. A história conta que os semideuses haviam se tornado poderosos e tentado derrotar os deuses e capturar o céu. A Deusa Durga tomou a forma de Shakti para matar Mahishasura. Andando em um leão, ela lutou com Mahishasura por nove dias e noites e no décimo dia o matou. No leste da Índia, a comemoração é feita com ídolos gigantes da Deusa matando o demônio Mahishasura.  

bianca-bAs histórias mudam conforme o site e conforme a quem você pergunta. Não sei quantas versões diferentes eu já escutei, mas o principal é o mesmo: a celebração do bem contra o mal e a Deusa Durga está sempre presente.

Nos dias antes do festival grandes bonecos estavam sendo montados em todos os setores da cidade e os locais de queima estavam sendo preparados. Há celebrações pela cidade inteira, com bandas e artistas, teatros e danças. Consegui filmar uma quando passaram pela frente da casa.

Eu e outra colega de apartamento estávamos sozinhas, já que as outras duas meninas viajavam, e decidimos olhar a queima junto com outros estrangeiros em outro setor que não o nosso. Claro que a gente se atrasou e conseguiu ver só o último boneco sendo queimado! E não vimos como ele queima! Mas pelo que me falaram há explosivos dentro dos bonecos e uma flecha com fogo é atirada para dispará-los. Após a queima, o pessoal simplesmente se joga pelas portas e vai embora. Tudo super-rápido e caótico.

Consegui filmar o ultimo boneco queimando e o público indo embora, as outras fotos são do “santo google” para mostrar como são os bonecos.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo