Claudemir PereiraInternet

DO FEICEBUQUI. Dono do helicoca vira ministro? E a importância dos assessores nas articulações políticas

O editor tem publicado observações curtas (ou nem tanto) no seu perfil do Feicebuqui que, nem sempre, são objeto de notas aqui no site. Então, eventualmente as reproduzirá também para o público daqui. Como são os casos desses textos, que foram postados na rede social nas últimas horas – um deles do amigo Paulo Caetano. Confira:

EU QUAAASE DISSE. QUAAASE!!!

Zezé Perrela articula para ser ministro de MT (*)?

Aquele, do helicóptero que tinha aquele pó branco do qual não se sabe o dono?

O ex-presidente do Cruzeiro? Amigo do presidenciável mineiro (foto)? É? Ministro do Esporte?

Eu quaaase ri muito. Quaaase.

E também quaaase disse que, diante do que se vê por aí, até que faz sentido. Presta atenção: quaaase disse!

(*) MT, aqui, não é a sigla do Estado de Mato Grosso.

SOBRE A…

…importância dos assessores na política, interessante comentário feito por Paulo Afonso Caetano, à chamada, no Feicebuqui,  da reportagem “POLÍTICA. Dois jovens advogados, com menos de 30 anos, estarão na linha de frente da Câmara em 2018”, de Maiquel Rosauro, originalmente publicada no www.claudemirpereira.com.br.

“Uma explicitação do que sempre ocorre: as assessorias estabelecendo as estratégias de poder. Vejo como positivo deixar isso claro, pois dá transparência ao processo de representação popular. Grande parte dos parlamentares não tem condições, em parlamento algum, de entender a construção de sua própria viabilização prática.”

BLASFÊMIA

Desde que, por interesses puramente comerciais e midiáticos, a “São Silvestre” deixou de ser corrida no final da noite de 31 de dezembro, fechando o ano esportivo, para – blasfêmia – chegar a ser disputada de manhãããã, ela simplesmente perdeu a graça

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo