Destaque

SOBE/DESCE. Kaus, Guerra, Deili, Bolinha… Confira os destaques da semana na política santa-mariense

João Kaus foi para as ruas e recolheu centenas de assinaturas em favor da vinda da Havan para Santa Maria. Foto Bibiana Fantinel

Por Maiquel Rosauro

SOBE

⇑ João Kaus (MDB)
O vereador agiu rápido e soube tirar vantagem do polêmico vídeo divulgado pelo empresário Luciano Hang. O emedebista foi para as ruas e promoveu um abaixo-assinado pela vinda da Havan, que já recolheu centenas de assinaturas.

⇑ Deili Silva (PTB)
O prefeito está em férias, o Parlamento está em recesso, mas a petebista não dá folga para o governo. Durante a semana, ela promoveu uma intensa agenda de fiscalização em locais públicos, como na Usina de Asfalto e no ginásio Oreco.

⇑ Jorge Trindade – Jorjão (REDE)
A lei de autoria do parlamentar que proíbe a venda e soltura de fogos de artifício com estampido passou a vigorar esta semana. Apesar de ter sido aprovada em novembro, até hoje a Prefeitura não publicou o decreto que trata das ‘excepcionalidades’ da proposta.

 

DESCE

⇓ Luciano Guerra (PT)
O petista extrapolou a cota de selos do Parlamento em 2018, enviando 2.218 correspondências. A grande quantidade de cartas remetidas provocou um gasto público total de R$ 3.772,15.

⇓ Adelar Vargas – Bolinha (MDB)
Em 2018, o emedebista liderou o ranking de devoluções de correspondências. No total, foram 103 cartas pagas com dinheiro público que retornaram ao gabinete do vereador.

⇓ Rogério Reis
O presidente do Sindicato dos Comerciários de Santa Maria foi alvo da ira das redes sociais esta semana. Tudo começou com o vídeo de Luciano Hang criticando o dirigente sindical.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo