PARTIDOS. Moacir Alves deixa o Avante e assume a presidência do PTC, sexta legenda em que se filia

PARTIDOS. Moacir Alves deixa o Avante e assume a presidência do PTC, sexta legenda em que se filia

PARTIDOS. Moacir Alves deixa o Avante e assume a presidência do PTC, sexta legenda em que se filia - 7b1023f5-moacir-alves

PSDB, DEM, PSD, PROS e Avante foram as legendas que Moacir Alves foi filiado antes de chegar ao PTC. Foto Divulgação

Por Maiquel Rosauro

O ano de 2020 tem sido mais agitado do que o comum para o cirurgião-dentista Moacir Alves. E não se deve apenas ao novo coronavírus, mas as reviravoltas de sua carreira política. Neste domingo (28), ele anunciou que está de casa nova, o Partido Trabalhista Cristão (PTC), a sexta legenda em que se filia.

Alves começou o ano como presidente municipal do PROS e, em janeiro, anunciou o embarque na Frente Trabalhista, que tinha Marcelo Bisogno (PDT) como pré-candidato a prefeito. À época, ele colocou seu nome à disposição para compor a majoritária com o pedetista.

Na segunda quinzena de fevereiro, deixou o PROS e assumiu a presidência do Avante. Ao mesmo tempo, anunciou que sua nova legenda também apoiaria Bisogno.

Em meados de maio, o Avante deixou a Frente Trabalhista e colocou a culpa em uma indefinição quanto à chapa majoritária, visto que àquela época não se sabia se Bisogno ou Fabiano Pereira (PSB) concorreriam ao Executivo. No mesmo mês, o partido embarcou na Frente Abraça Santa Maria, do então pré-candidato a prefeito Sergio Cechin (PP).

Tudo parecia bem encaminhado, mas eis que no dia 10 de setembro o Avante anunciou sua retirada da frente do progressista. No dia seguinte, o anúncio da entrada em uma nova aliança: a coligação que buscaria a reeleição do prefeito Jorge Pozzobom (PSDB).

O inesperado ocorreu em 16 de setembro, último dia de convenções municipais. Cechin agiu forte nos bastidores e conseguiu uma intervenção da Direção Estadual do Avante na Executiva Municipal. Resultado: Alves deposto do cargo e o partido de volta para o abraço do progressista.

Mas, a história ainda não havia acabado. No mesmo dia em que foi retirado da liderança do Avante, ele assumiu o PTC e conseguiu inserir o partido na aliança de Pozzobom.

“O PTC conversava conosco anteriormente, mas estávamos no Avante, que tinha nos dado autonomia para decisões em Santa Maria. Ao intervirem, nos possibilitaram aceitar o convite do PTC e mantermos a nossa decisão de apoiar a candidatura de Jorge Pozzobom”, explica Alves.

Só não houve tempo hábil para garantir o registro de sua candidatura a vereador. Ele não concorrerá a nenhum cargo este ano.

No total, o PTC é o sétimo partido de Alves. Ele já foi filiado ao: PSDB, DEM, PSD, PROS e Avante.



3 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *